Veja como uma caminhada de 10 pode contribuir para a memória | BOA FORM

Vários experimentos já demonstraram a influência benéficou do corpo sobre o cérebro. No entanto, novas pesquisas conduzidas conjuntamente pela Universidade da Califórnia, Estados Unidos, e pela Universidade Tsukuba, no Japão, mostraram que até exercícios de baixa intensidade executados durante um curto período de tempo podem contribuir para melhorar a capacidade cerebral.

Uma simples caminhada de 10 minutos pode contribuir com a memória

-(Pexels/Pexels)

Diferentemente da pesquisa anterior que levou em consideração longas sessões de atividade física, o novo estudo avaliou a memória de 36 jovens graduados da faculdade comparando quando não tinham praticou nenhum exercício e depois de apenas 10 pedalar ou caminhada suave.

Os alunos foram testados em uma espécie de jogo de memória, no qual observaram várias imagens das árvores e precisavam saber se a foto que viam na época era nova ou repetida. Em seguida, os cientistas pediram que os alunos voltem para fazer o teste, ainda que dentro de uma máquina de ressonância magnética em que seus cérebros foram observados enquanto respondia a perguntas.

Os resultados mostraram que os estudantes universitários se fartaram melhor após o exercício físico e ainda mostraram que quanto mais difícil era a imagem e mais a memória era necessária para diferenciá-la dos outros, melhor o desempenho dos alunos que se exercitava.

Veja também

Outro achado inesperado foi que hipocampo, parte do cérebro que é responsável por transformar a memória de curto prazo em memória de longo prazo, passou a trabalhar sincronicamente com a região do cérebro associada ao aprendizado. Ou seja, aqueles dois pontos que estão fisicamente separados estavam mais conectados após o exercício.

De acordo com Michael Yassa, diretor do Center for Learning and Memory Neurobiology na Universidade da Califórnia e co-autor do estudo, em uma entrevista ao jornal, o experimento demonstrou que exercício consegue alterar o cérebro humano quase imediatamente e, mesmo com baixa intensidade, seus benefícios já podem ser notados.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *