SABER E SAÚDE

DICAS DE SAÚDE PARA VOCÊ

Mitos E Verdades Sobre O Diabetes

Mitos E Verdades Sobre O Diabetes

Onde posso ir no RJ, que seja do SUS, pois não tenho condições de pagar no momento, para ver o que está acontecendo com a minha saúde? A perda de peso pode indicar um descontrole da glicemia (sendo que uma variação de peso tanto para ganho como perda pode ser sintoma de diabetes), mas não só, por isso é importante investigar se essa alteração no peso tem a ver com diabetes ou não. Tanto a perda e o ganho de peso quanto os sintomas podem indicar um descontrole da glicemia, mas existem muitas outras possibilidades de causas que podem ter esse mesmo sintoma. No caso da diabetes a perda de peso ou ganho de pode indicar um descontrole da glicemia, mas não necessariamente. Pois a perda de peso pode indicar um descontrole da glicemia (sendo que uma variação de peso tanto para ganho como perda pode ser sintoma de diabetes), mas não necessariamente.

O exame em geral é feito como parte de uma avaliação de rotina, é pedido quando alguém tem sintomas sugestivos de diabetes ou pedido como rotina quando uma pessoa se apresenta em um setor de emergência com um problema agudo. Os sinais e sintomas de diabetes estão relacionados a Hiperglicemia, hipoglicemia ou a complicações associadas ao diabetes. As complicações podem estar relacionadas à produção de lipídios, a lesões vasculares, microvasculares ou de órgãos e à dificuldade de cicatrização observada no diabetes. Exemplos de lesões de órgãos são as renais (nefropatia diabética), nervosas (neuropatia diabética) e oculares (retinopatia diabética).

A melhora no esvaziamento gástrico foi semelhante com ambas as drogas, e, em relação à sintomatologia, o cisaprida parece ter trazido maiores benefícios no que diz respeito à sensação de distensão stomach, náuseas e dor epigástrica. A posologia do cisaprida recomendada é de 10mg, três vezes ao dia, 30 a 60 minutos antes de cada refeição6,19. Os sintomas mais comuns da GPD compreendem náuseas, vômitos, saciedade precoce, eructação, distensão abdominal e emagrecimento. Tais quadros podem durar dias ou semanas e, freqüentemente, são intercalados por períodos de remissão. Os pacientes devem ser questionados especificamente sobre aspectos da disfunção autonômica, tais como impotência erética, sudorese vasomotora ou hipotensão postural.

Nesse tipo de diabetes, a produção de insulina do pâncreas é insuficiente, pois suas células sofrem o que chamamos de destruição autoimune. glicemia, permitindo que o açúautomobile que está presente no sangue possa penetrar dentro das células, para ser utilizado como fonte de energia. Diabéticos do tipo 2 podem, às vezes, apresentar um quadro semelhante quando ignoram os sintomas iniciais, negligenciam o tratamento ou têm crises graves, como ataque cardíaco, acidente vascular cerebral ou infecção. Níveis muito altos de glicose e desidratação os reforçam, causando fraqueza, confusão, convulsões e coma hiperosmolar hiperglicêmico. O nível de glicose em jejum é usado para triagem e para diagnosticar diabetes e pré-diabetes.

Para o acompanhamento do nível glicêmico existem algumas ferramentas que podem ser utilizadas, como a automonitorização glicêmica através do teste de glicemia capilar, o qual revela o nível glicêmico no exato momento do teste. Também pode ser utilizado o teste de hemoglobina glicada (A1C), um exame laboratorial que revela os níveis médios de glicemia dos últimos 2 a 4 meses, revelando se o controle do diabetes foi bem executado . Caso o paciente já estiver com diagnóstico de complicação crônica, há tratamentos específicos para ajudar a levar uma vida regular.

As complicações na saúde do diabético são várias, como, por exemplo, a deficiência renal e visual, causada pelo excesso de açúcar no sangue. Diabetes gestacional – ocorre somente durante a gestação, sendo que depois do nascimento do bebê, a doença desaparece.

Vânia também ressalta que o cuidado com os membros deve ser constante, pois pode ocorrer perda de sensibilidade. Dessa forma, não haveria dor e o paciente pode não dar a devida atenção a uma ferida. Há 30 anos com o diagnóstico, Renato vê com satisfação algumas mudanças sobre como tratar a doença para os portadores de diabetes e para quem pode adquirir a enfermidade. Na época, não period nutricionista, era o próprio endocrinologista [que fazia as recomendações], ele period um faz tudo”, recorda.

Salienta-se cautela pois esses métodos ainda sãoabsolutamente experimentais. O O Que é Diabeteses se caracteriza pela deficiência de produção e/ou de ação da insulina. O diabetes tipo 1 é resultante da destruição autoimune das células produtoras de insulina. O diagnóstico desse tipo de diabetes acontece, em geral, durante a infância e a adolescência, mas pode também ocorrer em outras faixas etárias. Distúrbio do sistema nervoso periférico causado pelo Diabetes, a neuropatia consiste em danos nos nervos ao longo do corpo.

Apesar de não ter cura, apenas com o controle é possível evitar as consequências negativas que essa doença pode causar no seu organismo. Essa doença crônica, que afeta muitas pessoas sem ao menos elas imaginarem do que estão sofrendo, pode trazer consequências sérias para a vida de um paciente se não for corretamente controlada. O diabetespode levar a complicações crônicas como insuficiência renal, retinopatia (que pode levar a perda de visão),doenças cardiovasculares (como infarto do miocárdio e AVC) e neuropatias (complicações que afetam os nervos das extremidades do corpo). Antes que o diabetes se estabeleça, o organismo dá alguns sinais – detectáveis por meio de exames – de que o indivíduo está na fase conhecida como pré-diabetes.

https://comsaberesaude.com.br/category/diabetes/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *