Dieta nórdica: cardápio para empatar com saúde e não voltar ao peso

imagem15-06-2020-13-06-48

(Rasulovs/Thinkstock / Getty Images)

Dieta nórdica: cardápio para empatar com saúde e não voltar ao peso

Dieta nórdica: cardápio para empatar com saúde e não voltar ao peso Deixe o sol ensolarado, entre as florestas geladas do norte da Europa-essa é a cena do momento em que se trata. Mas esqueçam a ficção: a comida tradicional da Escandinávia (Dinamarca, Finlândia, Islândia, Noruega e Suécia) não tem nada a ver com aquelas peças gigantes de carne feitas em fogo pelos vikings da Netflix.

“Já nos países de sorvetes, peixes de água fria, como o salmão e o bacalhau, e os (os mais comuns por lá) fornecem essas substâncias”, compara a endocrinologista Sara Braganca, do Rio de Janeiro. Outra diferença: ela é literalmente regada no azeite, enquanto que o uso do óleo é muito mais contido na versão nórdica. , os vegetais, as oleaginosas e os laticínios leves completam os alimentos escandinavos. E apesar de não serem conhecidos por seus queijos como os irmãos do sul, os nórdicos tornaram-se pioneiros na produção de leite fermentado há mais de mil anos.

Como funciona a dieta nórdica

Se, no design, o estilo escandinavo é famoso pelo minimalismo, podemos dizer que a inspiração é bastante similar quando se trata de perda de peso: o cardápio promove a cetonia e enfatiza elementos de fundo (IG). ” No cardápio, há muita proteína e gordura insaturada-a maior fonte de energia, já que o carboidrato é limitado a porções de vegetais, frutas e cereais. Por isso, o IG das refeições ainda é bastante baixo, ” diz Sara.

Isso faz com que seja livre no sangue mais lento. O corpo então usa a gordura fornecida como combustível. Assim, não há picos de insulina, o que causa o armazenamento de calorias em excesso na forma de tecido adiposo (sentido no abdômen). Já as fibras de grãos integrais e antioxidantes de frutas diminuem as inflamações celulares, melhoram a circulação e aumentam a lista de benefícios do menu: além de uivar o excesso de peso e reduzi-lo e o.

 

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *