Tipos de Castanha de Caju: Como Diferenciar e Qual a Melhor?

Spread the love

Quantos dos diferentes tipos de castanha de caju você conhece?

Ou não sabia que existe mais de um?

Elas são saborosas, nutritivas, saudáveis, saciam a fome, ajudam a emagrecer e a prevenir uma série de doenças, fazem bem para a pele e ainda amenizam os terríveis efeitos da TPM.

Gorduras? Só as boas! 

Nutrientes? Um monte! 

Vitaminas, fósforo, potássio, magnésio, zinco, cálcio, ferro e por aí vai.

Não é à toa que as oleaginosas são aliadas de qualquer um que queria se manter em forma ou simplesmente adotar uma alimentação saudável.

E se te contarmos que existem pelo menos 20 tipos de castanha de caju no mercado?

Por essa você não esperava, não é?

Mas é isso mesmo!

Elas podem se diferenciar de acordo com formato, cor, tamanho ou qualidade. 

Para produtores e lojistas, isso significa que as castanhas produzidas e vendidas devem atender a critérios de classificação, como os da entidade internacional AFI (Association of Food Industries).

Já para o dia a dia dos consumidores, isso vai impactar no bolso e também na hora de escolher os tipos mais adequados para as suas necessidades.

Mas calma que já vamos explicar que tanto tipo de castanhas é esse que existe na natureza e no mercado.

Vamos lá?

Pasta de Castanha de Caju com Cookies da Naked Nuts

Diferentes tipos de castanha de caju

Antes de falarmos sobre os diferentes tipos de castanha de caju, vamos abrir um pouco o leque das nossas queridas oleaginosas. 

É que, além das castanhas de caju, existem outras opções que também fazem um bem danado para o nosso organismo.

De forma geral, podemos dizer que os diferentes tipos de castanhas ajudam a amenizar os níveis de colesterol ruim (os chamados LDL) e elevando os bons (HDL). 

O consumo das oleaginosas também está associado a efeitos anti-inflamatórios, ação antioxidante e prevenção de doenças degenerativas.

Mas quais esses tipos de castanhas?

Veja a lista:

  • Castanha do Pará: a rainha do selênio, conhecido por ajudar na prevenção de infecções, de disfunções na tireoide e até da doença de Alzheimer.
  • Amêndoa: aliada do emagrecimento, ajuda a controlar picos de glicose e tem ainda ação antioxidante. Também é excelente aliada no combate à osteoporose.
  • Nozes: ricas em ômegas 3 e 6, as nozes estão associadas à diminuição de níveis de estresse, depressão e até alguns tipos de câncer, como o de mama.
  • Pistache: essas verdinhas atuam beneficiando nosso sistema cardiovascular e são super proteicas.
  • Macadâmia: são tipos de nozes finas com poderes antioxidantes.

Diferentes tipos de castanha de caju

Agora que você já está por dentro do incrível universo das oleaginosas, chegou a hora de finalmente conhecermos os vários tipos de castanhas de caju.

Sim. Existem inúmeros tipos de castanhas de caju, mas algumas diferenças são tão sutis que, muitas vezes, sequer nos damos conta delas.

Por isso, elas recebem diversas classificações, que envolvem cores, tamanhos, formatos e aspectos relacionados à sua qualidade, entre outras características.

Ficou curioso para descobrir como isso funciona? Então, vamos começar a identificar os tipos de castanha de caju!

Definições de qualidade

As castanhas de caju podem ser definidas de acordo com a qualidade que apresentam.

Vai desde a primeira até a quarta qualidade. 

E o que vai diferenciá-las é, basicamente, a sua cor.

  • Primeira qualidade: clara e uniforme, pode ser branca, amarela, marfim, entre outras.
  • Segunda qualidade: aparece nas mesmas cores que na primeira qualidade, mas suas tonalidades são mais escuras.
  • Terceira qualidade: caracterizada por cores ainda mais fortes, pode apresentar manchas e também ser mais murcha do que as anteriores.
  • Quarta qualidade: são as castanhas brocadas, cuja coloração não é mais tão uniforme, apresentando aqueles pontinhos escuros. Por isso, e também por abranger um maior número de castanhas quebradas, é o tipo mais econômico e considerado de “segunda linha”.

Apesar das diferenças que aparecem nos preços, todos os tipos de castanha de caju citados são extremamente ricos em termos nutricionais.

Para efeitos comerciais, contudo, quanto maior a integridade física e o tamanho, e quanto mais clarinha a cor da castanha, maior o seu valor de mercado.

Tudo entendido até agora?

Então, vamos em frente com as classificações!

Classificações

As castanhas também podem ser classificadas quanto ao seu formato. E é sobre isso que vamos falar agora. 

Inteiras

Como o nome sugere, são as castanhas quase que na sua totalidade. Ou seja, quando no máximo 1/8 do tamanho da castanha original tenha se separado dela.

São apelidadas de W (a inicial de Whole, que significa ‘’inteiro”, em inglês).

As castanhas inteiras são consideradas de maior qualidade e, por isso, são as mais valorizadas. 

Elas podem ser classificadas ainda desde super especiais até pequenas.

Vamos conhecê-las!

  • Inteiras Super Especiais (SLW): 140 a 180 amêndoas por libra-peso
  • Inteiras Especiais (LW): 181 a 210 amêndoas por libra-peso
  • Inteiras Médias (W): de 220 a 450 amêndoas por libra-peso
  • Inteiras Pequenas (SW): 451 a 550 amêndoas por libra-peso.

*Cada libra-peso = 453,59 kg.

Mesa com diversas frutas e tipos de castanha de caju

Quebradas

São castanhas grandes, porém quebradas, e que apresentam qualidade levemente inferior às inteiras.

Mas nem por isso são ignoradas.

Afinal, muitos produtos são feitos a partir desse tipo de castanha.

E elas, além de conservarem uma série de nutrientes, são vendidas a preços bem inferiores que as castanhas inteiras.

Batoques

São castanhas quase inteiras, mas que apresentam pequenos cortes transversais na sua estrutura.

Bandas

São as castanhas cortadas longitudinalmente, ou seja, em duas metades ao longo do seu comprimento, de um extremo ao outro.

Assim, formam-se duas bandas da amêndoa, como as metades da laranja, por exemplo.

Nesse caso, as bandas ficam inteiras e apenas os cotilédones se separam.

Pedaços

Chamamos de pedaços as partes das castanhas cortadas.

Eles podem ser:

  • Pedaços grandes: conseguem passar por peneiras de aberturas de 8mm, ficando retidos em peneiras de 4,75mm.
  • Pedaços pequenos: ultrapassam as peneiras de abertura 5,6mm, mas ficam retidos em peneiras de abertura de 4mm.
Pedaços Mistos

Mistura de pedaços grandes, pequenos e super pequenos.

Os pedaços miúdos poderão ser cortados até darem origem a formatos ainda menores, como os grãos.

Granuladas

Agora, estamos diminuindo ainda mais o tamanho das castanhas.

São as famosas castanhas de caju trituradas.

Por causa do tamanho, elas são ótimas e super versáteis para testar inúmeros tipos de receitas ou simplesmente comer em porções.

As castanhas granuladas podem ser usadas, por exemplo, na hora de deixar os recheios de bombons crocantes, confeitar bolos ou dar aquele upgrade na cobertura do seu sorvete.

Grãos Granulados

São as castanhas granuladas que citamos acima. 

Esses grãos passam por peneiras de abertura até 2,83 mm, mas ficam retidos na peneira com abertura de até 1,7mm.

Grãos Xerém

São grãos bastante fininhos. 

É o produto que vaza na peneira de abertura 2,38mm e fica retido na de 1,16mm.

Farinha

Essa é a forma mais espessa da castanha de caju, vendida em forma de farinha.

Por não conter glúten, é uma excelente substituta de outras formas de farinha, caindo como uma luva para engrossar receitas doces, salgadas ou fazer aquele empanado sem abrir mão da dieta.

Para os adeptos da dieta paleo ou low carb, não poderia haver indicação melhor!

Qual a melhor castanha de caju?

Bowl de nuts, com diferentes tipos de castanha de caju

Bem, depois desse estudo aprofundado sobre os diversos tipos de castanha de caju que podemos encontrar por aí, você deve estar se perguntando: e agora, qual o melhor tipo?

A princípio, a classe mais nobre de amêndoas – e, por isso mesmo, também as mais caras – são as inteiras, super especiais e de primeira qualidade (aquelas clarinhas e sem manchas, lembra?). 

Elas podem ser chamadas de castanhas W1 premium.

Mesmo assim, não são essas as mais comercializadas internacionalmente, e sim as de tamanho menor (1,5g) e que apresentam entre 300 a 400 unidades por libras-peso. 

Isso porque a sua qualidade continua sendo excelente, porém, com preços mais acessíveis. 

Essas são as castanhas W1.

Conclusão

Que as castanhas de caju são deliciosas e excelente aliadas para a saúde, não é nenhuma novidade.

O que muita gente não sabe é que existem inúmeros tipos delas por aí. 

São critérios desenvolvidos por associações internacionais que determinam, entre outros aspectos, a qualidade e o tamanho dessas oleaginosas.

Neste artigo, mostramos quais são essas diferenças, e quais seriam os tipos mais adequados para o seu o bolso e sua saúde.

Sejam elas grandes ou pequenas, claras ou escuras, farinhas ou grãos, uma coisa é certa: não tem mais desculpas para deixar o fruto do cajueiro fora do seu cardápio, combinado?

Agora, conta pra gente nos comentários: quais tipos de castanhas você mais gosta? Já conhecia todas essas classificações?

Continue com a gente para descobrir mais curiosidades sobre esse e outros assuntos.

Aproveite para conferir também:

Até a próxima!

Conheça nossas pastas de castanha de caju

Receba mais dicas de alimentação saudável direto no seu email!

Email cadastrado!

Nome

E-mail

Eu quero!

sobre o autor

sobre o autor

Somos uma marca de pastas de amendoim, castanha de caju e pistache extremamente saborosas e nutritivas.

Acreditamos que é importante alimentar-se de forma saudável sem deixar de aproveitar os momentos e viver experiências.

Essa é a forma que nós enxergamos a vida real e somos seus amantes incondicionais.

Sabemos que saúde e momentos gostosos não só podem, como devem andar juntos.

Leia mais:

Benefícios da Castanha de Caju: 5 Essenciais para sua SaúdePara Que Serve Castanha de Caju: Benefícios e NutrientesComer pasta de amendoim antes ou depois do treino, qual o correto?