Síndrome de Fanconi: o que são, sintomas e tratamento

Síndrome de Fanconi: o que é, sintomas e tratamento
Spread the love

A síndrome de Fanconi é uma doença renal rara que causa uma eliminação excessiva de glicose, bicarbonato, potássio, fosfato e alguns aminoácidos na urina. Nessa doença também há perda de proteína da urina e a urina pode ficar com cheiro mais forte e ácido.

A síndrome hereditária de Fanconi tem como causa alterações genéticas que passaram de pai para filho. Em casos mais raros, a síndrome de Fanconi pode ser adquirida, ou seja, pode ocorrer em pessoas que não tiveram a síndrome, principalmente devido à ingestão de metais pesados, a ingestão de antibióticos expirados ou devido a alguns problemas de saúde, como deficiência de vitamina D, transplante de rim, mieloma múltiplo ou amiloidose.

Essa síndrome não tem tratamento e seu tratamento consiste principalmente em substituir substâncias perdidas na urina.

Principais sintomas

Os principais sintomas da síndrome de Fanconi incluem:

  • Uma grande quantidade de urina,
  • Urina com um forte odor,
  • excessiva sede,
  • Deidratação?
  • Dor nos ossos?
  • Dor nos ossos?
  • Dor na pele da cor marrom com leite?

Geralmente é uma síndrome de causas genéticas, estas características costumam ocorrer durante a infância, com a idade de cerca de 5 anos.

Como confirmar o Diagnóstico

Diagnóstico da Síndrome de Fanconi Baseado em sintomas, exame de sangue e teste de urina que mostra excesso de glicose, fosfato, bicarbonato, ácido úrico, potássio e sódio.

Como tratar

O tratamento da Síndrome de Fanconi visa complementar as substâncias que se perdem da urina. Para isso, normalmente o médico mostra a ingestão de suplementação contendo potássio, fosfato e vitamina D, assim como o bicarbonato de sódio para neutralizar a acidose sanguíneas.

Também é recomendado que os alimentos sejam mais ricos em alimentos ricos em substâncias que se perdem na urina. Veja uma lista de alimentos ricos em vitamina D e alimentos ricos em potássio.

Nos casos mais severos, em que há também insuficiência renal, pode ser apropriado para a diálise e até mesmo transplante de rim.

Author: admin