Proctite: o que é, sintomas, causas e tratamento
Proctite: o que é, sintomas, causas e tratamento

Rim: o que são, sintomas, causas e tratamento

Spread the love

A preferencia é a inflamação do tecido que tem o reto, doença mucosal retal, devido a infecções, doença do intestino inflamado, doença inflamatória intestinal, efeitos colaterais da radioterapia ou da medicina, que leva ao aparecimento de certos sintomas como dor no ânus ou reto, sangramento anal, presença de sangue e muco nas fezes e dificuldade em evacuar.

Na presença de sinais e sintomas indicativos de proctite, recomenda-se a busca da opinião de proctologista ou gastroenterologista, para que seja possível confirmar o diagnóstico e estimular a Terapia mais adequada, que pode incluir o uso de antibióticos ou terapias com efeitos anti-inflamatórios, como corticosteroides, mesalazina ou sulfidazina, por exemplo, oral ou anal. Nos casos mais severos, pode até exigir cirurgia para remover o tecido exposto.

Proctomas de proctitis

Sintomas de procriação surgem como inflamação do reto, o principal é:

  • Dor no reto ou anus?
  • Dificuldade na descarga?
  • pressão arterial?
  • pressão arterial nas fezes?
  • A presença de muco nas fezes.

Nos casos mais graves de proctite, pode haver também a formação de úlceras de tecido profundo, que podem ser Detectadas durante o

proctitis deve ser realizada por o proctologista ou o gastroenterologista através de avaliação clínica e aplicação para testes como anuscopia, sigmoidoscopia ou até mesmo uma colonoscopia para avaliar o restante do cólon. Também pode ser apropriado realizar a biópsia do reto para determinar a gravidade e causa da inflamação, exceto os exames de sangue.

Proctite: o que é, sintomas, causas e tratamento

Principais causas

O protopsitis é mais Frequente para ocorrer em pessoas que têm o sistema imunológico mais prejudicado, seja devido à doença, à idade ou ao uso de medicamentos de forma comum. As principais causas de proctite são:

    infecções, como herpes, gonorreia, sífilis ou citopegalovírus, por exemplo, e afetar principalmente pessoas que realizam contato anal íntimo e que tenham enfraquecido a imunidade;
  • Infecções, tais como compensação retal, aminação ou ativada pela bactéria Clostridium difficile, que causa inflamação intestinal grave, chamada de colite pseudomembranosa, e que ocorre principalmente em pessoas que estão em terapia com Antibióticos;
  • Doença intestinal inflamatória, como a doença de Crohn ou a cocolite ulcerativa, que são alterações autoimunes que atingem o intestino e que podem causar inflamação,
  • Burtos actinos, ativados pela ação da radioterapia, usada para tratar o câncer?
  • Alterações nos nervos ou na circulação retal, como isquemia ou reumatismo, por exemplo?
  • colite alérgica, causada pelo consumo de alimentos Causar alergias, tais como a proteína do leite de vaca, mais
  • colite farmacêutica, desencadeada pela ação de medicamentos, principalmente antibióticos, que podem mudar a flora intestinal.

Você também deve lembrar que os danos existentes no reto e no ânus também podem ser um sinal de câncer na região. É possível, no entanto, que a causa da preferência não seja determinada, caracterizada como proctite idiopática.

Como a terapia é feita

O tratamento da proctite é feito de acordo com o seu propósito e deve ser orientado por proctologista ou gastroenterologista. Assim, pode ser apropriado usar antibióticos ou antivirais para tratar a infecção que é responsável pela procriação, ou a remoção de alimentos ou medicamentos que possam piorar a imagem.

Remédios com efeitos anti-inflamatórios, seja oral ou anal, como corticosteroides, sulfasalazina ou mesalazina, por exemplo, podem ser indicados para o alívio dos sintomas, especialmente em casos de doença inflamatória intestinal. Nestes casos, ainda pode ser necessário o uso de medicamentos imunossupressores potentes.

Nos casos mais severos em que os sintomas não são melhorados por tratamento com medicações ou quando há diminuição da quantidade de sangue chegando ao ponto, o médico pode indicar cirurgia para retirar o tecido necroscópico ou que tenha sido exposto a sério risco.

Terapia Física

Durante o tratamento recomendado pelo médico, algumas medidas caseiras podem ser feitas para recuperar o auxílio, mas você nunca terá que Substituir a orientação do médico.

Então, durante o curso de tratamento é recomendada para ter alguns cuidados com a dieta, dando preferência aos alimentos com fácil digestão, como suco de frutas, cereais como arroz e massa branca, carnes magras, iogurte natural, sopas e legumes. Recomenda-se também evitar alimentos com casca, sementes, nozes, milho, feijão, bebidas com gás natural, cafeína, álcool e comidas picantes. Veja mais detalhes sobre dieta para inflamação do intestino.