Óleo essencial de alecrim: para que serve e como fazer em casa

Óleo essencial de alecrim: para que serve e como fazer  em casa
Spread the love

O óleo essencial de alecrim é extraído da planta Rosmarinus officinalis, também conhecida popularmente como alecrim, e possui propriedades digestivas, antissépticas e antimicrobianas, o que garante diversos benefícios para a saúde, podendo ser indicado como forma de complementar o tratamento de infecções, para melhorar a aparência da pele e aliviar os sintomas de má digestão.

O óleo de alecrim pode ser feito em casa, devendo ser armazenado em um local quente e escuro para que suas propriedades sejam preservadas. Além do óleo, o alecrim pode ser utilizado para fazer chá, devendo ser consumido 3 a 4 vezes por dia e possuindo também vários benefícios.

Como fazer

Pra fazer o óleo de alecrim, deve-se colocar dois ramos secos de alecrim em um pote de vidro e adicionar um óleo de base, como óleo de coco, de amêndoas ou azeite, por exemplo, tampar e agitar levemente. Depois deve-se armazenar o óleo em um local quente e escuro por mais ou menos duas semanas. Em seguida, coar e colocar novamente em um frasco de vidro.

Antes de usar o óleo de alecrim, é importante que esteja diluído em um pouco de água, pois pode queimar a pele. Além disso, crianças, grávidas, pessoas com pressão alta, problemas digestivos e mulheres em período de amamentação não devem fazer uso do óleo de alecrim. Apesar de seus vários benefícios para a saúde, o óleo de alecrim deve ser utilizados somente após consulta médica, pois pode interagir com alguns medicamentos. Conheça os benefícios do chá de alecrim.

Para que serve

O alecrim possui propriedades digestivas, antissépticas, antimicrobianas, antioxidante e estimulantes, podendo ter vários benefícios e, assim, ser utilizado com diversos objetivos, como por exemplo:

1. Melhorar a memória

O alecrim é capaz de estimular o sistema nervoso, melhorando a memória, concentração e raciocínio. Assim, pode ser utilizado na prevenção e no tratamento de depressão, ansiedade e Alzheimer.

Como usar: A estimulação da memória pode ser alcançada a partir da inalação do alecrim, em que deve-se colocar algumas gotas do óleo em uma xícara com água fervente, ou até mesmo por meio de um aromatizador. Saiba também como fazer um tônico para a memória com alecrim.

2. Promover o rejuvenescimento facial

O alecrim possui propriedades antioxidantes, ou seja, é capaz de diminuir a concentração de radicais livres e, assim, reduzir os danos na pele, prevenindo o aparecimento de rugas e manchas. Além disso, o alecrim é capaz de estimular a produção do colágeno, impedindo que a pele se torne flácida e garantindo um aspecto mais jovem.

Como usar: O rejuvenescimento facial pode ser alcançado a partir da aplicação do óleo de alecrim diluído em água ou em óleo de coco no rosto, devendo ser espalhado uniformemente em movimentos circulares. Depois, é recomendado limpar o excesso de óleo com um pano umedecido com água morna. Apesar de ter muitos benefícios para a pele, o seu uso deve ser feito sob a orientação do dermatologista.

3. Combater infecções

O óleo de alecrim pode ser considerado como um antibiótico natural, podendo ser usado para auxiliar no tratamento de infecções urinárias e gastrointestinais causadas por bactérias, por exemplo. Apesar de ter atividade contra bactérias nocivas, o uso de medicamentos indicados pelo médico é fundamental.

Além de possuir ação contra bactérias, o óleo de alecrim também é capaz de diminuir a atividade de alguns vírus, como por exemplo o vírus da herpes, reduzindo inclusive a taxa de transmissibilidade entre pessoas desse vírus. Assim, o óleo de alecrim é ótimo para fortalecer o sistema imunológico.

Como usar: Para ter benefícios no que diz respeito ao combate à infecções, o óleo pode ser colocado em uma xícara com água fervente e inalado ou aplicado em regiões que são focos de infecção, como feridas e acne, por exemplo, devendo ser aplicado diluído em outro óleo natural.

4. Prevenir cáries

Por causa da sua propriedade antisséptica e bactericida, o óleo de alecrim pode ser usado para evitar o aparecimento de cáries, ajudando a manter a boca saudável.

Como usar: Para utilizar o óleo de alecrim com o objetivo de higienizar a boca, é indicado misturar 20 gotas de óleo de alecrim em uma xícara de água destilada e fazer bochechos diariamente. Apesar de possuir benefícios no que diz respeito à saúde bucal, o uso de óleo de alecrim para este fim deve ser feito após indicação do dentista.

Óleo essencial de alecrim: para que serve e como fazer  em casa

5. Aliviar os sintomas da indigestão

O óleo de alecrim é uma ótima opção para aliviar os sintomas relacionados à má digestão, como gases, dor de estômago, diarreia e prisão de ventre, por exemplo. Além disso, é capaz de melhorar o funcionamento do fígado, principalmente após comer muitas comidas gordurosas ou beber muita bebida alcoólica.

Como usar: Para aliviar os sintomas da indigestão, pode-se tomar um banheiro de banheira com algumas gotas desse óleo ou massagear o estômago com 1 gota de óleo de alecrim. Conheça outras opções naturais para má digestão.

6. Estimular o crescimento do cabelo

Esse óleo também pode ser utilizado para estimular o crescimento dos cabelos e combater a caspa, que acontece devido a sua propriedade antifúngica.

Como usar: Para usar nos cabelos, pode-se colocar algumas gotas de óleo no shampoo, ou aplicá-lo diretamente no couro cabeludo misturado ao óleo de coco, por exemplo, a cada 15 dias, massagear levemente e depois lavar o cabelo normalmente com shampoo e condicionador.

7. Aliviar as dores de cabeça

A aromaterapia com o óleo de alecrim é uma ótima opção para aliviar as dores de cabeça e promover o bem-estar, principalmente se a causa da dor de cabeça for o estresse, já que o óleo de alecrim é capaz de diminuir a liberação de cortisol, que é o hormônio conhecido como o hormônio do estresse. Veja para que serve a aromaterapia.

Como usar: Para aliviar as dores de cabeça, basta aplicar uma gota de óleo alecrim nas partes doloridas da cabeça ou nas têmporas, que correspondem às regiões laterais da cabeça, e massagear, lembrando que o óleo precisa estar misturado com algum outro óleo natural. É possível também colocar algumas gotas de óleo de alecrim em uma xícara com água fervente e cheirar algumas vezes por dia.

8. Melhorar a circulação

O óleo de alecrim é capaz de melhorar a circulação sanguínea, além de ter propriedades analgésicas, podendo auxiliar no tratamento de cãibras e de dores musculares e nas articulações, por exemplo. Além disso, por estimular a circulação, consegue eliminar toxinas do organismo, sendo muito eficaz para diminuir as estrias e a celulite.

Como usar: Para tratar as dores musculares, o óleo de alecrim pode ser aplicado na região dolorida diluído em água ou algum outro óleo, como óleo de coco ou azeite, por exemplo. Já para tratar as estrias e a celulite, deve-se misturar 2 gotas do óleo essencial de alecrim, 2 gotas de óleo de erva-doce e 3 colheres de azeite ou óleo de coco e depois massagear a região. Conheça alguns benefícios do óleo de coco.

Possíveis efeitos colaterais

É importante que o uso do óleo essencial de alecrim sejam recomendado pelo medico ou fitoterapeuta, pois assim é possível indicar a quantidade correta a ser utilizada e garantir que o uso do óleo é seguro, isso porque há relatos de que o óleo de alecrim é capaz de favorecer a ocorrência crises epiléticas em pessoas já diagnosticadas com epilepsia.

Além disso, é importante que seja recomendado pelo médico ou fitoterapeuta a proporção de óleo de base e alecrim, pois assim é possível evitar que o óleo fique muito concentrado e leve ao aparecimento de alguns efeitos adversos, como náuseas, vômitos, irritação e vermelhidão na pele, dor de cabeça e aumento da sensibilidade no local em foi aplicado, por exemplo.

Quando o óleo é consumido frequentemente em grandes quantidades ou quando está muito concentrado, é possível também que sejam observados efeitos colaterais a longo prazo, como irritação no estômago, alteração na função dos rins e intoxicação.

Author: admin