Sangramento anal: o que pode ser e o que fazer
Sangramento anal: o que pode ser e o que fazer

Hemorragia anal: o que pode ser e o que fazer

Spread the love

A hemorragia anal está na maioria dos casos relacionados à presença de hemorroidas e fissuras anais que são comuns a ocorrer em indivíduos com concepção uterina, já que as fezes têm maior desconforto e endurecimento, previnem seu aborto espontâneo.

No entanto, sangramento anal pode ser o sinal de doenças intestinais, procriação ou câncer do ânus, por exemplo, é importante que o gastroenterologista ou proctologista seja aconselhável quando sangramento é comum e acompanhado por outros sinais e sintomas como a presença de muco em Stools, perda de peso sem causa aparente, perda de apetite e cólicas abdominais. Dessa forma, é possível determinar a causa de sangramento anal e começar o tratamento mais adequado.

As principais causas de sangramento anal são:

1. Hemorroidas

Hemorroides são veias dilatadas que podem surgir no reto ou ânus e que podem sangrar quando a pessoa que elimina um monte de excrementos ou quando estiver com excesso de energia. Além de sangramento anal, é comum que haja coceira, sangue nas fezes, dor e desconforto ao caminhar ou sentar e, em alguns casos, presença de muco nas fezes.

O que fazer: É importante mudar certos hábitos de saúde e alimentação para evitar hemorróidas e tornar os fezes mais moles, o que ajuda a aliviar os sintomas. Assim, recomenda-se evitar o uso de papel higiênico já que pode causar ainda mais irritação, além de ter uma comida rica em fibras e água. Além disso, para aliviar a dor e o sofrimento, pode-se utilizar uma pomada anestésica que deve ser aplicada diretamente à hemorroida. 

Nos casos em que as hemorroidas não melhoram ou os sintomas são muitas vezes, é importante buscar a opinião do gastroenterologista ou proctologista, já que é possível avaliar hemorróidas e verificar se a cirurgia é necessária. Veja mais detalhes sobre o tratamento para hemorroida.

2. Fissura anal

Assim como as hemorroidas, a fissura anal também pode ocorrer como consequência de atravessar a fecundação muito seca e dura, comum na captura do útero, ou ser consequência de relações sexuais anais sem uso do lubrificante, causando lesões na área e resultando em sangramento anal, dor, desconforto e integridade durante a defecação. Saiba mais sobre fissura anal.

O que fazer: Recomenda-se evitar o uso de papel higiênico, dando preferência a misturas líquidas de papel com um pouco de água, rico em fibra dietética, beber bastante água e usar pomadas anestésicas. 

3. Proctite

O ânus é também uma das causas de sangramento anal e consiste em inflamação do revestimento do forro que se deve a infecções, alterações na circulação sanguíneos ou doenças inflamatórias intestinais, que faz com sangramento anal, dor no ânus, presença de sangue e muco nas fezes. Conheça os outros sintomas e causas de proctite.

O que fazer: Neste caso, é importante consultar o gastroenterologista ou proctologista para que a causa, a gravidade dos sintomas seja determinada e o tratamento mais adequado seja indicado, o que geralmente é feito usando medicações que ajudam a reduzir a inflamação, podendo em alguns casos também ser recomendada a utilização de antibióticos.

 anal Sangramento: o que pode e o que fazer

4. Pólipos intestinais

Os pólipos intestinais são estruturas que podem ocorrer no intestino devido à proliferação excessiva de células no cólon e, quando são mais desenvolvidas, podem causar certos sintomas como sangramento anal, sangue nas fezes, cólicas abdominais, cólicas abdominais ou diarreia.

O que você precisa fazer: Recomenda-se consultar o gastroenterologista assim que os primeiros sinais e sintomas aparecerem, o policrático tem câncer. Na maioria dos casos, o tratamento para pólipos intestinais é remover pólipos durante a implementação da colonoscopia. Saiba mais sobre o tratamento de colon.

5. Doenças intestinais

alterações intestinais como síndrome do intestino irritável, doença de Crohn e infecção intestinal de Salmonella sp., por exemplo, também podem causar sangramento anal, como pode haver dor e desconforto abdominal, febre, excesso de gás, diarreia e perda de apetite.

O que fazer: É importante perguntar ao gastroenterologista para avaliar os sintomas apresentados e, portanto, o diagnóstico pode ser confirmado e o tratamento mais adequado pode ser confirmado, o que pode ser Inclui o uso de drogas anti-inflamatórias, antibióticos, e a mudança de comer hábitos.

6. Câncer no ânus

O câncer do ânus é raro, no entanto é mais comum ocorrer entre os idosos e pode ser caracterizado por sangramento anal, presença de sangue e muco nas fezes, inchaço na área anal e presença de ozigão no ânus. Aprenda a reconhecer os outros sintomas de câncer no ânus.

O que fazer: Na presença de sinais e sintomas indicativos de câncer no ânus, é importante buscar a opinião do proctologista ou gastroenterologista, uma vez que é provável que o tratamento comece rapidamente, prevenindo complicações. O tratamento para o câncer no ânus pode incluir a cirurgia para remover pequenos tumores da área anal, exceto para quimioterapia e radioterapia.