mesa com comidas para uma dieta flexivel
mesa com comidas para uma dieta flexivel

Dieta flexível: o que é, benefícios e como montar um cardápio

Spread the love

A dieta flexível tem chamado a atenção, principalmente entre aqueles que querem se manter em forma e saudáveis sem abrir mão dos seus alimentos favoritos.

E quem não gostaria de se sentir livre para escolher suas refeições, não é mesmo?

Como o próprio nome sugere, na dieta flexível, nada é obrigatório ou proibido, contanto que você consiga contemplar todos os macronutrientes importantes para o seu organismo.

Complicou? Calma, que a gente explica.

Neste artigo, vamos esclarecer o que é a tal da dieta flexível, quais são seus benefícios e como você pode aplicá-la na sua rotina sem sofrimento.

Acompanhe!

Receba mais dicas de alimentação saudável direto no seu email!

Email cadastrado!

Nome

E-mail

Eu quero!

O que é uma dieta flexível?

Dieta flexível é um método alimentar baseado na escolha correta da proporção entre os macronutrientes ingeridos. Neste modelo, a proposta é que você elabore um cardápio e consiga controlar o ganho calórico diário sem abrir mão dos alimentos que gosta.

Basta, para isso, que seja selecionada a quantidade certa dos macro essenciais para o funcionamento saudável do nosso corpo: 

  • Carboidratos 
  • Proteínas
  • Gorduras.
  • É por isso que, nos Estados Unidos, a dieta já ganhou até uma sigla representando a ideia principal: IIFYM, ou seja, If It Fits Your Macros.

    No bom e velho português, tomamos a liberdade e adaptamos a tradução para algo como: se couber nos seus macros… vá em frente!

    Seguindo na linha gringa, dieta flexível e cutting tem tudo a ver, lembrando que esse termo faz referência a uma estratégia de promover cortes de macros no cardápio.

    Quem é conhecedor de dietas famosas deve ter se lembrado da dieta dos pontos – e é mais ou menos por aí.

    A diferença, neste caso, é que a dieta flexível não conta “calorias soltas”, mas aquelas provenientes de grupos alimentares específicos.

    Uma pequena diferença conceitual, um grande avanço rumo aos resultados desejados.

    Como funciona a dieta flexível 

    E como saber o volume ideal de macronutrientes que você precisa ingerir para atingir seu objetivo?

    Bem, em primeiro lugar, é importante deixar claro que a quantidade certa vai variar de pessoa para pessoa.

    Hoje em dia, existem inúmeros sites que conseguem calcular esse número para você.

    Basta inserir dados como peso, idade, altura e responder sobre seus hábitos de vida, como a prática ou não de atividade física.

    Depois, você precisa ter em mente qual é o seu objetivo com a dieta, que são basicamente três:

    • Perda de peso
    • Manutenção de peso
    • Ganho de massa muscular.

    Tudo isso servirá de base para que a calculadora possa informar o quanto de carboidratos, fibras, proteínas e gorduras você deverá ingerir diariamente para alcançar a sua meta.

    Parece simples – e realmente é!

    Para quem a dieta flexível é mais indicada 

    Como vimos no tópico anterior, a dieta flexível pode servir a objetivos diferentes.

    Isso significa que é bem abrangente e atende a metas diversas.

    Basta seguir a quantidade ideal indicada para cada uma delas.

    Os 3 benefícios da dieta flexível 

    Agora que você já entendeu o conceito de dieta flexível, deve estar curioso para saber o que tem a ganhar com este método.

    Abaixo, confira três das principais vantagens:

    Liberdade 

    Poder comer o que quiser é o sonho de 10 a cada 10 adeptos das dietas. 

    A dieta flexível, além de proporcionar essa liberdade, também dá mais autonomia para a escolha dos alimentos e dos horários mais convenientes para comê-los sem culpa. 

    Restrições, aqui, só valem para quantidades.

    Variedade

    A grande maioria das dietas implica o uso de cardápios prontos, com pouca variedade entre os alimentos. 

    No método flexível, você dificilmente vai enjoar das refeições, pois o leque de opções dentro dos macronutrientes é enorme.

    Autoconhecimento

    Comer religiosamente a cada 2 ou 3 horas pode funcionar, mas muita gente se queixa de “ter que comer sem fome”. 

    Embora manter o metabolismo em atividade seja fundamental, é importante também saber ouvir o próprio corpo. 

    Com a dieta flexível, não existe “hora certa” para comer, e você pode e deve se alimentar quando seu organismo pedir.

    prato de alimentos diversos

    Como montar uma dieta flexível fácil

    Para a dieta flexível funcionar efetivamente – ou qualquer outra dieta, diga-se de passagem -, qualidade importa.

    Ou seja, você deve sempre priorizar os alimentos mais saudáveis dentro de cada grupo.

    E vamos combinar que, dentre tantas possibilidades, não vai ser difícil encontrar algo que você realmente goste.

    Então, já sabe: sempre que puder, evite frituras ou doces em excesso.

    Mas, afinal, quais são os macronutrientes amigos? 

    Confira como montar uma dieta flexível para iniciantes:

    Carboidratos

    Os alimentos ricos em carboidratos são basicamente aquilo que conhecemos como massas, determinados grãos ou frutas.

    Exemplos:

    • Farinhas
    • Frutas
    • Massas
    • Tubérculos – batata inglesa, batata doce, inhame, mandioca
    • Sucos da fruta
    • Grãos – arroz, feijão, grão de bico, milho, aveia.

    Proteínas

    Aqui, entram as carnes e os laticínios. 

    Exemplos:

    • Peixes, frangos e carnes vermelhas
    • Ovos
    • Leite, queijos e iogurtes.

    Gorduras

    Lembre-se de priorizar as gorduras boas! 

    Exemplos:

    • Abacate
    • Óleos – de coco, de girassol, azeite de oliva
    • Sementes e oleaginosas – castanhas, amendoins, nozes.

    Você sabia que a pasta de amendoim é um alimento que contempla todas os 3 grupos de macronutrientes? 

    Fica, então, a nossa dica para preparar lanches e refeições de maneira mais completa.

    Depois que você calcular o número necessário dos macronutrientes (que veremos a seguir), basta escolher a quantidade adequada que deseja comer de cada grupo e ser feliz!

    Como calcular a necessidade de macro e micronutrientes

    E agora? Como saber de uma vez por todas quais são as porções indicadas para que você possa atingir seus objetivos com sucesso?

    Para isso, basta acessar a página oficial da dieta na internet. 

    No endereço, você consegue calcular os seus macros de graça – basta responder a um questionário com seus dados e fornecer informações sobre seu estilo de vida.

    Para que o seu cardápio fique ainda mais completo, não se esqueça de adicionar também os micronutrientes, essenciais para a manutenção das funções do organismo.

    Além disso, é sempre bom consultar um especialista. 

    Assim, ele poderá informar com mais precisão quais são as recomendações ideais para aquilo que você precisa e deseja.

    pessoa comendo um prato em uma dieta flexível

    A dieta flexível apresenta algum risco? 3 principais cuidados

    Como já comentamos, a qualidade dos alimentos é um fator extremamente importante para a eficácia da dieta, e essa deve ser a sua preocupação número 1.

    Veja com mais detalhes alguns cuidados básicos necessários para atingir melhores resultados:

    Observe a qualidade dos alimentos

    Por exemplo: um hambúrguer X um prato contendo um grelhado, uma batata doce e um abacate podem apresentar uma quantidade bastante semelhante de calorias e macronutrientes.

    Mas nem precisamos explicar qual das refeições é mais saudável, não é?

    Tenha disciplina

    Como toda dieta, o método flexível também requer responsabilidade. 

    Isso significa criar uma rotina para que os alimentos sejam ingeridos de forma equilibrada.

    “Gastar” toda a quantidade de macros recomendadas para o dia inteiro logo no café da manhã, por exemplo, irá bagunçar seu metabolismo.

    Por isso, estabeleça horários para suas refeições. 

    Com um pouco de disciplina, sua dieta tem tudo para dar certo.

    Não esqueça dos micronutrientes

    Não é porque a dieta flexível tem foco no macro que você deve se esquecer dos micronutrientes. 

    São eles que possibilitam as principais reações químicas do nosso corpo.

    Então, inclua sempre no seu cardápio folhas verdes, vitaminas, minerais e muita água!

    Conclusão

    Ter o corpo que deseja comendo aquilo que gosta não é impossível.

    A dieta flexível ajuda as pessoas a atingirem seus objetivos sem proibições, restringindo apenas as quantidades diárias referentes aos grupos de macronutrientes, como os carboidratos, proteínas e gorduras.

    Assim, sempre terá espaço para incluir no cardápio os seus alimentos preferidos.

    Um alimento completo que contempla todos os macro e micronutrientes é a pasta de amendoim.

    E por que não experimentar as melhores opções do mercado? Encontre agora a sua pasta favorita com a Naked Nuts!

    sobre o autor

    sobre o autor

    Somos uma marca de pastas de amendoim, castanha de caju e pistache extremamente saborosas e nutritivas.

    Acreditamos que é importante alimentar-se de forma saudável sem deixar de aproveitar os momentos e viver experiências.

    Essa é a forma que nós enxergamos a vida real e somos seus amantes incondicionais.

    Sabemos que saúde e momentos gostosos não só podem, como devem andar juntos.

    Leia mais:

    10 Dicas Para Começar o Seu Ano Novo BemComer muita castanha de caju faz mal? Entenda os riscosPasta de Amendoim é Saudável! Descubra Como Comer