8 Malefícios do Açúcar Para a Saúde e Como Evitar o Consumo

Spread the love

Os malefícios do açúcar existem e não são poucos. 

Foi-se o tempo em que comer um docinho era apenas um problema para a manutenção da boa forma.

Quer um exemplo? Atualmente, são mais de 16 milhões de brasileiros com diabetes, segundo dados da Organização Mundial da Saúde, a OMS.

E essa não é a única doença causada também pelo consumo excessivo de açúcar. Ao longo deste artigo, vamos falar sobre outras e suas consequências à saúde.

A verdade é que, a cada dia que passa, mais evidências surgem sobre os malefícios do açúcar.

E se você costuma se entregar facilmente a doces tentações, não se preocupe. Também temos dicas para reduzir ou até evitar o açúcar.

Vamos lá?

Experimente as receitas com pasta de amendoim com chocolate branco

Tipos diferentes de açúcar

Você já deve ter reparado que existem vários tipos de açúcar no mercado. 

Embora eles cumpram basicamente a mesma função (adoçar, é claro), a principal diferença está no processo de fabricação.

Tudo isso vai conferir diferentes níveis de nutrientes e calorias, o que pode afetar diretamente o seu bolso ou a sua saúde – se não consumidos com a moderação adequada.

Vamos conhecer alguns deles?

Açúcar branco ou refinado

É o açúcar tradicional com gostinho de infância, sempre pronto para ser consumido com o cafezinho ou preparar um bolo.

Ele tem a cor branca e uniforme, é o mais barato do mercado, e, por isso, ainda marca presença na despensa da maioria das famílias brasileiras.

No processo de refinamento, no entanto, leva uma série de aditivos químicos e perde boa parte de seus nutrientes. 

Açúcar cristal

O mesmo problema do refinamento acontece com o açúcar cristal, que é um pouco mais grosso que o refinado.

Entre outros malefícios do açúcar refinado e do cristal, eles são extremamente calóricos, dificultando a manutenção ou perda de peso. 

Açúcar mascavo

O mascavo é aquele açúcar mais escuro, de tonalidade marrom ou caramelo.

Ele é visto como uma opção mais saudável aos açúcares branco e refinado, já que o seu processo de produção, feito a partir da extração do caldo de cana, não conta com a adição de produtos químicos. 

Por isso, carrega mais nutrientes que os açúcares tradicionais.

E quais os malefícios do açúcar mascavo? Bem, embora ele seja uma opção mais natural, pode não ser o melhor caminho para quem está de dieta.

Isso porque o açúcar mascavo é praticamente tão calórico quanto o refinado.

Além disso, quem está acostumado com o sabor do açúcar tradicional pode estranhar um pouco o gosto do mascavo, que é bem mais forte.

O importante aqui é sempre lembrar o seguinte:

  • Quanto mais refinado o açúcar, maior é seu índice glicêmico e menor a concentração de nutrientes
  • Qualquer tipo de açúcar – refinado, mascavo, cristal, orgânico ou até aquele vendido como “light” – pode causar danos à saúde, sendo também associado à diabetes e à obesidade.

morangos com colher de açucar

8 Malefícios do açúcar para a saúde

Se os malefícios do açúcar estão em todos os seus tipos (em alguns mais do que em outros), é preciso saber quais são eles, certo?

É o que vamos explicar agora.

De acordo com médico Gabriel Almeida, em seu livro Saúde Além do Tempo, o consumo de açúcar gera uma série de desequilíbrios sistêmicos. 

Imagine o açúcar refinado sendo aquecido em uma panela. Ele escurece e carameliza. É exatamente isso que o excesso de açúcar faz no corpo. Esse excesso forma uma espécie de ‘caramelo’ nas proteínas, o que leva à perda da função dessa proteína e ao prejuízo para todo o funcionamento do corpo”, explica.

E Gabriel faz ainda mais alerta: 

O açúcar é o grande vilão da sua alimentação. Oriento que evite todos os tipos (…) Por todos os malefícios do açúcar, eu não posso chamá-lo de alimento, mas, sim, de veneno”.

Parece um pouco exagerado para você?

Então, dá só uma olhada na lista que preparamos com oito malefícios do açúcar para a sua saúde.

1. Malefícios para a pele

Vamos falar de envelhecimento precoce?

Quando a glicose fica solta na corrente sanguínea, ela se junta a proteínas como o colágeno, formando o fenômeno chamado “glicação”. 

Para quem não sabe, colágeno é a substância responsável pela sustentação da pele, a qual produzimos aos montes até os 25 anos de idade.

Acontece que, com o processo de glicação, essas proteínas ficam desestabilizadas e endurecidas, incapazes de trabalhar a favor da nossa pele.

Com isso, também aparecem as rugas e a flacidez.

2. Malefícios para o cérebro

O excesso de açúcar está relacionado a problemas cognitivos, como perda de memória e dificuldade de aprendizado em crianças e adultos.

Diversos artigos científicos já abordaram que pessoas que consomem açúcar exageradamente retardam a comunicação entre os neurônios, reduzindo as atividades sinápticas. 

Além disso, o açúcar também causa dependência, sendo, inclusive, um pó branco tão viciante quanto a própria cocaína, segundo esse estudo divulgado por O Globo.

3. Diabetes

Você sabia que o diabetes tipo 2 está diretamente relacionado com obesidade e sedentarismo?

Quando a obesidade está conectada ao excesso de ingestão do açúcar, é comum que o pâncreas fique sobrecarregado, não dando conta de produzir insulina suficiente para metabolizar os altos níveis de glicose no sangue.

O diabetes não controlado pode causar problemas de visão e cardiovasculares, além de infecções.

4. Resistência à insulina

A resistência à insulina é um dos principais sintomas do diabetes.

Ela acontece quando a quantidade de insulina produzida pelo nosso pâncreas não está sendo bem absorvida pelo nosso organismo. 

Com o tempo, o corpo precisa produzir cada vez mais insulina para lidar com a alta carga de açúcar ingerido, fazendo com as nossas células criem resistência a esse hormônio.

5. Problemas dentários

Quem já teve cáries sabe como essas bactérias são devastadoras para nossa saúde bucal.

E sabe o que elas mais adoram? Sim, doces!

Olha só o que diz o texto da Colgate sobre os efeitos do açúcar nos nossos dentes: 

Quando você ingere alimentos açucarados, você está alimentando as bactérias da boca, que digerem os alimentos que você come e se alimentam especificamente de açúcar, produzindo ácidos que podem dissolver lentamente o esmalte dos dentes e causar a cárie”.

6. Obesidade

Todo excesso de açúcar fica armazenado no nosso organismo em forma de gordura. 

Por isso, muitas vezes, o consumo de açúcar sem moderação também está associado à obesidade, que, por sua vez, pode acarretar em inúmeras doenças crônicas.

7. Problemas na flora intestinal

O açúcar funciona ainda como alimento para vários fungos e bactérias que não são nada amigáveis para a nossa flora intestinal. 

Quando isso acontece, o nosso sistema digestivo também fica prejudicado, mantendo um PH ácido no intestino e dificultando a absorção de vitaminas e nutrientes importantes. 

8. Instabilidade de glicose e humor

Como qualquer outra substância que cause vício, o açúcar – ou a falta dele – pode gerar ansiedade e instabilidade de humor, uma vez que o organismo entende que é preciso consumir cada vez mais para obter os mesmos efeitos.

Recomendação de consumo de açúcar

Na luta contra a obesidade, a OMS já reduziu pela metade a quantidade recomendada do alimento

Agora, o consumo de açúcar diário deve corresponder a, no máximo, 5% das nossas calorias ingeridas.

Isso significa um total 25 gramas ou duas colheres de sopa por dia.

Já especialistas mais radicais defendem que devemos passar longe dos doces, e sequer recomendam o consumo moderado do açúcar.

Seja como for, já está claro que, para mantermos uma vida saudável, é importante evitar ao máximo essa tentação.

Vamos descobrir como?

Pessoa praticando exercícios de relaxamento

Como evitar o açúcar

Para quem está acostumado com o vasto universo dos doces e carboidratos, uma dieta sem açúcar deve parecer uma missão impossível.

Mas não precisa ser assim. 

Quando passamos a adotar hábitos saudáveis, a vontade de comer guloseimas e alimentos prejudiciais à nossa saúde vai, aos poucos, se despedindo.

Fora que o grande segredo está nas nossas escolhas, como você vai ver agora.

1. Atenção ao que diz o rótulo

Sabe comida de verdade? É aquela que não apresenta um número absurdo de corantes e conservantes, que, aliás, é onde o açúcar adora dar as caras. 

Por isso, comece a adotar o hábito de ler os rótulos nos supermercados.

Prefira alimentos 100% livres de açúcar.

2. Controle o consumo de fast foods

Vamos te contar um segredo: até mesmo a salada que você come no fast food achando que está arrasando na dieta contém açúcar no molho. 

Imagine, então, as outras opções do cardápio.

3. Prefira comer em casa

Como saber qual a procedência dos alimentos que comemos na rua e como eles são preparados?

Quando cozinhamos a nossa própria comida, controlamos muito mais facilmente aquilo que ingerimos, não é mesmo?

Veja também nossas dicas de 6 receitas de doces sem açúcar.

4. Busque outras fontes de adoçar o seu dia a dia

Será que você precisa mesmo mandar ver no açúcar refinado para ser feliz? 

Experimente o seguinte:

  • Substituir suco de caixinha pelo natural
  • Cortar os refrigerantes da sua dieta
  • Incluir chia e aveia nas refeições (geram saciedade e ajudam a regular os índices glicêmicos)
  • Trocar o açúcar por adoçantes naturais, como stévia, taumatina e xilitol
  • Substituir a famigerada farinha de trigo por oleaginosas, como as castanhas.

Se, realmente, a vontade for grande, priorize os açúcares com maior índice de nutrientes e menos calóricos, que é o caso dos açúcares mascavo, orgânico, de coco e o mel.

Conclusão

Você provavelmente já sabia que o açúcar poderia trazer malefícios para a saúde, mas imaginou que fossem tantos?

Como vimos, o consumo de alimentos açucarados pode afetar desde a nossa saúde bucal até gerar complicações mais graves, como o diabetes.

Por isso, há quem acredite que esse alimento deva ser cortado de vez da dieta, principalmente os refinados.

A boa notícia é que existem inúmeras alternativas livres de açúcar para a gente ser feliz  – e nem de longe deixam de ser saborosas por causa disso.

Essa é a aposta da Naked Nuts ao disponibilizar ao mercado produtos 100% sem açúcar e muito nutritivos.

Ao consumir nossas pastas, você não precisa se preocupar com os malefícios do açúcar.

Bom demais, não é mesmo?

Então, pronto para colocar em prática hábitos de vida mais saudáveis?

Conheça nossas pastas de castanha de caju

Receba mais dicas de alimentação saudável direto no seu email!

Email cadastrado!

Nome

E-mail

Eu quero!

sobre o autor

sobre o autor

Somos uma marca de pastas de amendoim, castanha de caju e pistache extremamente saborosas e nutritivas.

Acreditamos que é importante alimentar-se de forma saudável sem deixar de aproveitar os momentos e viver experiências.

Essa é a forma que nós enxergamos a vida real e somos seus amantes incondicionais.

Sabemos que saúde e momentos gostosos não só podem, como devem andar juntos.

Leia mais:

Quais são os Alimentos Construtores e Como Incluir na Dieta?Açúcar para Diabéticos: Como Escolher a Melhor Substituição?Emagrecer Rápido: 7 Dicas para Perder Peso com SaúdeO que é Jejum Intermitente? Conheça os Benefícios