• sáb. set 25th, 2021

Com Saber e Saúde

Dicas de Saude – dietas – regimes – alimentaçao

Picada de escorpião: sintomas e o que fazer

Byadmin

set 3, 2021
Picada de escorpião: sintomas e o que fazer

A picada de escorpião, na maioria das vezes, causa poucos sintomas, como vermelhidão, inchaço e dor no local da picada, entretanto, alguns casos podem ser mais graves, causando sintomas generalizados, como enjoo, vômitos, dor de cabeça, espasmos musculares e queda da pressão, havendo, até, risco de morte.

Em caso de picada de escorpião, os primeiros socorros são:

  • Lavar o local da picada com água e sabão;
  • Manter o local da picada voltado para cima;
  • Não cortar, furar ou apertar o local da picada;
  • Beber bastante água;
  • Ir o mais rápido possível a um pronto-socorro ou ligar para o SAMU 192.
  • Os tipos de escorpião mais perigosos são o escorpião amarelo, marrom, amarelo do nordeste e escorpião preto da Amazônia, mas a gravidade do quadro depende, também, da quantidade de veneno que foi injetada e da imunidade de cada pessoa.

    Picada de escorpião: sintomas e o que fazer

    Principais sintomas da picada

    Os sintomas da picada de escorpião são dor e inflamação no local da picada, com vermelhidão, inchaço e calor local que dura de algumas horas até 2 dias, mas, em casos podem acontecer sintomas mais graves, como:

    • Enjoo e vômitos;
    • Tontura;
    • Dor de cabeça;
    • Tremor e espasmos musculares;
    • Suor;
    • Palidez;
    • Sonolência ou agitação
    • Pressão baixa ou pressão alta;
    • Batimentos cardíacos acelerados ou fracos;
    • Falta de ar.

    Em casos muito raros, a picada de escorpião pode causar até arritmias e parada cardíaca, que podem levar a morte, se a pessoa não for rapidamente atendida e tratada.

    Como é feito o tratamento

    Para aliviar a dor e a inflamação no local da picada, é recomendada a aplicação de compressas com água morna, e o uso de analgésicos ou anti-inflamatórios, como dipirona ou ibuprofeno, por exemplo, receitados pelo médico.

    Em pacientes com sintomas mais graves, é necessário o uso do soro antiescorpiônico, que será prescrito pelo médico do pronto atendimento, para cortar o efeito do veneno no organismo. Nestes casos, também é feita a hidratação com soro fisiológico na veia e observação por algumas horas, até os sintomas terem desaparecido.

    Picada de escorpião: sintomas e o que fazer

    Como identificar o tipo de escorpião

    A melhor maneira de saber se o tipo de escorpião é muito venenoso é, se possível, capturar e levar o animal para ser identificado, no pronto-socorro. Existem cerca de 30 espécies de escorpião no Brasil, sendo que os mais perigosos são:

    Escorpião Amarelo – apresenta coloração amarelo-claro, com manchas mais escuras no dorso e cauda, e mede até 7 cm de comprimento. É o escorpião mais perigoso, e sua picada causa dor e dormência, podendo levar a náuseas, vômitos, suor e arritmias, principalmente em crianças e idosos.

    Escorpião Marrom – tem coloração marrom-escuro ou marrom-avermelhado, com patas amarelas e manchadas, e mede cerca de 7 cm. É muito encontrado em regiões úmidas, e sua picada causa muita dor, dormência, náuseas e mal-estar.

    Escorpião do Nordeste – possui uma coloração amarelada, com uma linha mais escura no centro, e um pequeno triângulo mais escuro em sua cabeça. Geralmente causa quadros leves, com dor e dormência no local da picada.

    Escorpião preto da Amazônia – tem uma coloração escura, quase negra, e mede cerca de 8,5cm. Sua picada causa intensa dor e inflamação local, com sensação de ferroada e queimação, além de poder causar sintomas graves, como, arritmias, tonturas, falta de ar e sonolência.

    Como evitar a picada de escorpião

    Para prevenir a picada de escorpião, é recomendado tomar alguns cuidados em casa, como:

    • Manter a casa limpa, retirando acúmulos de sujeira atrás de móveis, cortinas e tapetes;
    • Limpar o quintal ou jardim, para evitar acúmulo de entulhos e lixo nestes locais;
    • Evitar andar descalço ou colocar as mãos em buracos ou frestas;
    • Manter animais como galinha, coruja, gansos ou sapos no quintal, pois são predadores dos escorpiões;
    • Inspecionar roupas e calçados antes de usá-los.

    A limpeza é importante, pois, locais sujos, com infestação de baratas e ratos, por exemplo, atraem mais facilmente animais peçonhentos como, escorpiões, aranhas e cobras. Saiba o que fazer, também, em situações de picada de aranha e picada de cobra.

    Confira estas e outras dicas no vídeo seguinte:

    Imagem representativa do vídeo

    Como capturar ou matar escorpiões

    O escorpião é um animal muito difícil de eliminar, uma vez que é bastante resiste a venenos. Isso acontece porque é um bicho que consegue fechar seus estigmas pulmonares, não inalando o veneno. Além disso, é capaz de ficar parado por longo períodos de tempo, não entrando em contato com o veneno.

    Assim, o melhor é chamar as autoridades assim que se identifica um escorpião, para que seja capturado e levado para locais específicos. Caso seja preciso capturar o escorpião em casa deve-se:

    • Utilizar calças e camisas de manga comprida;
    • Calçar botas de borracha e grossas;
    • Calçar luvas de proteção grossas, como as de eletricidade;
    • Usar um chapéu;
    • Pegar o escorpião com uma pinça de, pelo menos 20 cm;
    • Segurar o escorpião pela cauda e colocá-lo dentro de um recipiente de plástico;
    • Fechar o recipiente com uma tampa, de preferência de rosca, e com pequenos buracos.

    No entanto, vale sempre lembrar que o escorpião deve, sempre que possível, ser capturado por um profissional treinado, para que não aconteçam acidentes.

    Os escorpiões capturados devem ser entregues às autoridades preferencialmente vivos, não só para evitar a ocorrência de uma picada, mas também para que possam servir para a criação de antídotos.