• ter. set 21st, 2021

Com Saber e Saúde

Dicas de Saude – dietas – regimes – alimentaçao

8 principais sintomas de esteatose hepática

Byadmin

set 3, 2021
8 principais sintomas de esteatose hepática

A esteatose hepática, também conhecida fígado gordo, é uma situação em que há acúmulo de gordura no fígado devido a fatores genéticos, obesidade, diabetes do tipo 2 ou colesterol alto, por exemplo.

Os sintomas de esteatose hepática normalmente surgem quando a a gordura no fígado ultrapassa os 10%, havendo mais quantidade de gordura acumulada e inflamação das células hepáticas, resultando no desenvolvimento de alguns sintomas, sendo os principais:

  • Cansaço excessivo;
  • Desconforto abdominal do lado direito;
  • Mal-estar geral;
  • Inchaço na barriga;
  • Perda de peso sem causa aparente;
  • Fezes mais claras;
  • Coceira na pele;
  • Náuseas, vômitos e diarreia.
  • Nem sempre são identificados sinais e sintomas indicativos da doença, pois a maioria das pessoas é assintomática, porque o surgimento dos sintomas depende da quantidade de gordura acumulada, causa e grau da esteatose. Veja quais são os graus de esteatose hepática e principais causas.

    8 principais sintomas de esteatose hepática

    Teste online de sintomas

    Para saber o risco de ter fígado gordo, coloque os sintomas apresentados no teste a seguir:

  • 1. Perda de apetite? Não Sim
  • 2. Dor do lado superior direito da barriga? Não Sim
  • 3. Barriga inchada? Não Sim
  • 4. Fezes esbranquiçadas? Não Sim
  • 5. Cansaço frequente? Não Sim
  • 6. Dor de cabeça constante? Não Sim
  • 7. Enjoo e vômito? Não Sim
  • 8. Cor amarelada nos olhos e na pele? Não Sim
  • Imagem que indica que o site está carregando

    O que fazer em caso de suspeita

    Na presença de sinais e sintomas de fígado gordo, é importante consultar o hepatologista ou clínico geral para que sejam feitos exames laboratoriais e de imagem que ajudem a confirmar o diagnóstico de esteatose hepática e identificar a causa da alteração.

    Assim, o médico pode indicar a dosagem de glicose em jejum, colesterol total e frações e exames que avaliam o funcionamento do fígado como TGO, TGP e gama-GT, por exemplo. Além disso, pode ser realizada uma palpação do abdômen e realização de ultrassonografia ou tomografia ou ressonância magnética do abdome, que permite identificar alterações no órgão e, assim, avaliar a progressão da doença.

    Como é feito o tratamento

    O tratamento para esteatose hepática deve ser orientado pelo hepatologista ou clínico geral de acordo com os sintomas apresentados e causa de gordura no fígado. Assim, pode ser indicado pelo médico que a pessoa deixe de beber bebidas alcoólicas, pratique atividade física de forma regular, mantenha os níveis de colesterol controlados e tenha uma alimentação saudável e equilibrada, sob orientação de um nutricionista. Veja como deve ser a alimentação para gordura no figado.

    Além disso, é importante lembrar que durante a gravidez, o aparecimento de gordura no fígado é uma complicação muito grave, que pode causar morte da mamãe e do bebê, sendo importante identificar e tratar de acordo com a orientação do médico.

    Quando o tratamento da esteatose hepática não é realizado de forma adequada e a pessoa mantém a causa da doença, o excesso de gordura no fígado pode aumentar e provocar lesões graves nas células hepáticas, resultando em cirrose. 

    Confira algumas dicas no vídeo a seguir do que comer para evitar e tratar a esteatose hepática:

    Imagem representativa do vídeo