• ter. set 21st, 2021

Com Saber e Saúde

Dicas de Saude – dietas – regimes – alimentaçao

Remédios para vômito ou enjoo: de farmácia e caseiros

Byadmin

set 2, 2021
Remédios para vômito ou enjoo: de farmácia e caseiros

Os remédios para enjoo e vômito têm como função principal controlar a sua intensidade e frequência ou prevenir o surgimento dos sintomas e, por isso, a maior parte destes medicamentos atua no centro do vômito, localizado no cérebro, controlando o esvaziamento gástrico e reduzindo a sensação de náusea.

Esses remédios, como metoclopramida, ondansetrona ou dimenidrinato, por exemplo, podem ser usados para náusea relacionada à viagem, vômitos causados pelo tratamento do câncer, intoxicação alimentar ou infecções, e, em alguns casos podem ser tomados para vômito infantil, devendo sempre serem utilizados com orientação médica.

Remédios de farmácia

Alguns remédios para enjoo ou vômito que podem ser indicados pelo médico são: 

1. Anti-histamínicos

Os anti-histamínicos podem ajudar a prevenir enjoo ou vômito de viagem, pois agem bloqueando a ação da histamina no cérebro e diminuindo a produção de ácido pelo estômago, responsáveis pela resposta de náusea e vômito do organismo.

Alguns exemplos de remédios para enjoo de viagem são dimenidrinato, difenidramina ou  meclizina, que podem ser tomados de 30 a 60 minutos antes da viagem e até a cada 6 horas durante a viagem. No entanto, devem ser usados com precaução pois podem causar sonolência como efeito colateral, devendo-se ter cuidado ao dirigir, por exemplo.

Além disso, os anti-histamínicos como a difenidramina ou dimenidrinato podem ser usados na forma de injeção diretamente veia, aplicada em hospitais, para prevenção de náuseas e vômitos relacionados à quimioterapia para o tratamento do câncer. 

2. Aceleradores do esvaziamento gástrico

Os aceleradores do esvaziamento gástrico, como domperidona, metoclopramida ou cisaprida, aumentam os movimentos intestinais e aceleram o esvaziamento gástrico, fazendo com que a comida fique menos tempo no estômago, facilitando a digestão e evitando que o alimento consiga voltar para o esôfago e, por isso, diminui o enjôo e previne os vômitos. 

Esses remédios podem ser usados para prevenção ou tratamento de enjoo ou vômito causados por intoxicação alimentar, infecções, tratamento com radioterapia ou quimioterapia, e até para reduzir o efeito colateral de remédios usados no tratamento da doença de Parkinson como a levodopa ou bromocriptina, por exemplo.

Os aceleradores do esvaziamento gástrico devem ser utilizados com orientação médica pois não devem ser usados por pessoas com risco de hemorragia, obstrução ou perfuração no estômago ou intestino.

Além disso, os aceleradores do esvaziamento gástrico podem causar efeitos colaterais como diminuição da pressão arterial, agitação, nervosismo, sonolência, diarréia, boca seca, retenção de urina ou até palpitação ou arritmia cardíaca.

3. Bloqueadores dos receptores da serotonina

Os bloqueadores dos receptores da serotonina são remédios indicados para a prevenção ou tratamento de enjoos ou vômitos causados, especialmente, por quimioterapia, radioterapia ou após cirurgias.

Esses remédios agem bloqueando o efeito da serotonina, um tipo de neurotransmissor com ação no sistema gastrointestinal e no cérebro, causando náuseas e vômitos.

Alguns exemplos de bloqueadores dos receptores da serotonina são a ondansetrona, palonosetrona, granisetrona ou dolasetrona. 

4. Anticolinérgicos

Os anticolinérgicos são remédios que agem diminuindo as contrações do estômago com ação antiespasmódica, que age diminuindo as contrações ou espasmos dos músculos do sistema digestivo, reduzindo a sensação de enjoo ou prevenindo os vômitos.

O principal remédio anticolinérgico é a escopolamina, que pode ser usada para enjoo de viagem ou náuseas e vômitos causados por cirurgias.

Os anticolinérgicos devem ser usados com indicação médica, pois não devem ser usados por crianças, mulheres grávidas ou em amamentação, ou pessoas com glaucoma. Além disso, esses remédios podem causar efeitos colaterais como boca seca, tontura, queda da pressão arterial, palpitação cardíaca, ou retenção urinária, por exemplo.

Opções de remédios caseiros

Alguns remédios caseiros para náuseas ou vômitos, como chá de gengibre ou chá de camomila, por exemplo, possuem propriedades antieméticas que podem reduzir o enjoo, além de ajudar na digestão e diminuir a irritação da parede do estômago e podem ser usados para complementar o tratamento indicado pelo médico. Confira outras opções de remédios caseiros para enjoo ou vômitos e como preparar.

Remédio para vômito infantil

Os remédios para controlar os vômitos em crianças só devem ser utilizados se os vômitos forem muito intensos e se o pediatra receitar algum medicamento específico, como prometazina, metoclopramida ou ondansetrona, pois as doses devem ser calculadas pelo médico de acordo com a idade e o peso da criança, e não devem ser usados por crianças com menos de 2 anos. 

Se a criança estiver com vômito é importante beber muitos líquidos como chá, água ou água de coco, por exemplo, para prevenir a desidratação. A criança pode também tomar um soro caseiro ou sais de reidratação oral, que podem ser comprados na farmácia.

É também muito importante fazer uma dieta durante algum tempo, evitando ingerir comidas volumosas e preferindo papinhas de arroz, arroz cozido com cenoura, carnes brancas como peru e frango ou peixe cozido. 

Remédio para vômito na gravidez

Os remédios para vômito na gravidez devem ser evitados porque podem pôr em risco o desenvolvimento do bebê. No entanto, o obstetra pode receitar remédios, como suplemento de vitamina B6, nos casos em que os vômitos são frequentes, como na hiperemese gravídica, podendo comprometer o estado nutricional da mulher ou causar desidratação. Entenda melhor o que é a hiperemese gravídica e como é feito o tratamento.  

É importante ressaltar que os remédios para vômito na gravidez devem ser usados somente se receitados pelo obstetra. 

Geralmente, algumas medidas devem ser adotadas para ajudar a reduzir as náuseas e os vômitos na gravidez como:

  • Evitar grandes refeições;
  • Comer em intervalos curtos a cada 2 ou 3 horas;
  • Não deitar logo a seguir a comer;
  • Evitar comidas apimentadas e gordurosas;
  • Evitar odores intensos, fumo do cigarro ou café.

O tratamento do vômito pode envolver a toma de suplementos vitamínicos, boa hidratação e reposição de eletrólitos. Saiba mais sobre como aliviar o enjoo durante a gravidez.

Assista também ao vídeo seguinte e saiba como aliviar outros sintomas da gravidez:

Imagem representativa do vídeo