• sáb. set 25th, 2021

Com Saber e Saúde

Dicas de Saude – dietas – regimes – alimentaçao

Osteossarcoma: o que é, sintomas e tratamento

Byadmin

set 2, 2021
Osteossarcoma: o que é, sintomas e tratamento

O osteossarcoma é um tipo de tumor ósseo maligno que é mais frequente em crianças, adolescentes e adultos jovens, com maior chance de sintomas graves entre os 20 e 30 anos. Os ossos mais acometidos são os ossos longos, das pernas e braços, mas o osteossarcoma pode aparecer em qualquer outro osso do corpo e facilmente sofrer metástase, ou seja, o tumor pode se espalhar para outro local.

De acordo com a velocidade de crescimento do tumor, o osteossarcoma pode ser classificado em:

  • Alto grau: em que o tumor possui crescimento muito rápido e inclui casos de osteossarcoma osteoblástico ou osteossarcoma condroblástico, mais comuns em crianças e adolescentes;
  • Grau intermédio: tem desenvolvimento rápido e inclui o osteossarcoma periosteal, por exemplo;
  • Baixo grau: cresce de forma lenta e, por isso, é de difícil diagnóstico e inclui o osteossarcoma parosteal e o intramedular.

Quanto mais rápido for o crescimento, maior a gravidade dos sintomas e maior a probabilidade de se espalhar para outros locais do corpo. Por isso, é importante que o diagnóstico seja feito o mais rápido possível pelo ortopedista através de exames de imagem.

Sintomas do osteossarcoma

Os sintomas de osteossarcoma podem variar de uma pessoa para outra, mas no geral os principais sintomas são:

  • Dor no local, que pode agravar à noite;
  • Inchaço/edema no local;
  • Vermelhidão e calor;
  • Nódulo perto de uma articulação;
  • Limitação da movimentação da articulação comprometida.

O diagnóstico do osteossarcoma deve ser feito pelo ortopedista da forma mais precoce possível, através de exames complementares de laboratório e de imagem, como radiografia, tomografia, ressonância magnética, cintilografia óssea ou PET. A biópsia do osso também deve ser sempre realizada quando existe suspeita.

A ocorrência do osteossarcoma normalmente está relacionada com fatores genéticos, havendo maior risco de ter a doença as pessoas que possuem familiares ou são portadores de doenças genéticas, como a síndrome de Li-Fraumeni, doença de Paget, retinoblastoma hereditário e osteogênese imperfeita, por exemplo.

Como é o tratamento

O tratamento para osteossarcoma envolve uma equipe multidisciplinar com ortopedista oncológico, oncologista clinico, radioterapeuta, patologista, psicólogo, clínico geral, pediatra e medico intensivista.

Existem vários protocolos para o tratamento, incluindo a realização de quimioterapia, seguida de cirurgia para resseção ou amputação e novo ciclo de quimioterapia, por exemplo. A realização de quimioterapia, radioterapia ou cirurgia variam de acordo com a localização do tumor, agressividade, comprometimento de estruturas adjacentes, metástases e tamanho.