• sáb. set 25th, 2021

Com Saber e Saúde

Dicas de Saude – dietas – regimes – alimentaçao

Fusarium: o que é, sintomas, transmissão e tratamento

Byadmin

set 2, 2021
Fusarium: o que é, sintomas, transmissão e tratamento

A fusariose é uma doença infecciosa causada por um fungo oportunista, o Fusarium spp., que pode ser encontrado no ambiente, principalmente em plantações. A infecção pelo Fusarium spp. é mais frequente em pessoas que possuem o sistema imunológico comprometido, seja devido a doenças hematológicas ou à realização de transplante de medula óssea, por exemplo, sendo mais comum nesses casos a ocorrência da fusariose disseminada, em que o fungo consegue atingir dois ou mais órgãos, piorando o quadro clínico da pessoa.

As principais espécies de Fusarium capazes de causar doenças em pessoas são o Fusarium solani, Fusarium oxysporum, Fusarium verticillioides e Fusarium proliferatum, que podem ser identificadas através de exames laboratoriais.

Sintomas da infecção pelo Fusarium spp.

Os sintomas de infecção por Fusarium spp. são pouco específicos, já que se assemelham aos sintomas de outras doenças causadas por fungos, depende do sistema imunológico da pessoa, pois trata-se de um fungo oportunista, e pode variar de acordo com a localização do fungo no organismo. Os principais sinais e sintomas de fusariose são:

  • Febre;
  • Dor muscular;
  • Lesões na pele, que são dolorosas e que podem evoluir para úlceras e são observadas mais frequentemente no tronco e nas extremidades;
  • Diminuição dos níveis de consciência;
  • Inflamação da córnea;
  • Alteração da cor, espessura e formato da unha, além de poder ser verificada a presença de pus, em alguns casos;
  • Problemas respiratórios, cardíacos, hepáticos, renais ou neurológicos, dependendo da localização do fungo.

A infecção por Fusarium spp. é mais comum de acontecer em pessoas com doenças hematológicas, neutropenia, que foram submetidas a transplante de medula óssea ou à quimioterapia, que fizeram uso de antifúngicos profiláticos com o objetivo de prevenir infecção por Candida sp., por exemplo, e possuem alguma doença que comprometa o sistema imunológico.

Como é a transmissão

A infecção pelo Fusarium spp. acontece principalmente por meio da inalação de esporos presentes no ambiente, já que esse fungo é encontrado principalmente em plantas e no solo. No entanto, a infecção também pode acontecer por meio da inoculação direta do fungo, sendo na maioria das vezes como consequência de um corte provocado por um galho, por exemplo, resultando na queratite fúngica.

A queratite fúngica é uma das manifestações clínicas da infecção pelo Fusarium spp. e corresponde à inflamação da córnea que pode resultar em cegueira, sendo importante que seja identificada e tratada através do transplante de córnea o mais rápido possível para evitar a disseminação do fungo. Além disso, a queratite fúngica por Fusarium pode acontecer devido ao uso de lentes de contato contaminadas por esse fungo.

Fusarium: o que é, sintomas, transmissão e tratamento

Como é feito o diagnóstico

O diagnóstico da fusariose é feito pelo médico infectologista ou clínico geral através da avaliação dos sinais e sintomas apresentados, além do resultado dos exames laboratoriais. O exame que confirma a infecção pelo Fusarium spp. é o isolamento do fungo nos locais infectados, podendo ser pele, pulmão ou sangue de acordo com o paciente.

As técnicas imunológicas também podem ser utilizadas para identificar o Fusarium spp., e têm como objetivo identificar componentes da parede celular do fungo, no entanto essas técnicas são poucos específicas para identificação do Fusarium spp, pois o componente procurado também faz parte de outros fungos, como o Aspergillus sp., por exemplo, o que pode confundir o diagnóstico.

Apesar do isolamento e identificação do fungo demandar mais tempo, continuam sendo os exames indicados para confirmação da infecção. Além disso, pode ser realizada exame histológico, em que é realizada a biópsia do tecido e, caso seja identificada a presença de fungo, pode-se iniciar o tratamento profilático enquanto espera-se pelo resultado da cultura.

Tratamento da fusariose

O tratamento da fusariose é feito com antifúngicos que devem ser utilizados conforme a recomendação do médico, sendo a Anfotericina B e o Voriconazol os mais indicados. A Anfotericina B é o principal antifúngico indicado na fusariose disseminada, no entanto esse medicamento está associado com altos níveis de toxicidade e alguns pacientes não respondem ao tratamento, sendo recomendado o uso de Voriconazol.

O Fusarium spp. possui resistência intrínseca ao Fluconazol e aos antifúngicos pertencentes à classe das Equinocandinas, como Micafungina e Caspofungina, o que dificulta o tratamento e pode estar associada a elevadas taxas de morbimortalidade.