• dom. set 19th, 2021

Com Saber e Saúde

Dicas de Saude – dietas – regimes – alimentaçao

Lipoescultura gessada: o que é, como é feita e quando evitar

Byadmin

ago 31, 2021
Lipoescultura gessada: o que é, como é feita e quando evitar

A lipoescultura gessada é uma técnica estética que consiste em aplicar determinados cremes e produtos na região onde se deseja perder gordura localizada e, em seguida, cobrir a área com ataduras apertadas, que têm o objetivo de esculpir o corpo. 

Esta técnica promete queimar a gordura que insiste em permanecer em regiões como abdômen e pernas, além de melhorar a aparência da pele e o retorno venoso, através do uso de produtos que aceleram a queima de gordura quando entram em contato com a pele.

O preço do procedimento varia de acordo com o número de sessões necessárias, a quantidade de gordura e o local do corpo.

Como é feita

A lipoescultura gessada deve ser feita em clínicas de estética, normalmente por esteticistas, porque sabem manipular os produtos utilizados e as técnicas de massagem. 

O passo a passo do procedimento é:

  • Realizar esfoliação da barriga, quadril ou coxas para retirar a pele morta e aumentar a circulação;
  • Aplicar produtos que ajudam a queimar gordura, como centelha asiática;
  • Fazer uma massagem com movimentos circulares;
  • Envolver o local com uma atadura por por 1 hora.
  • Com a atadura a esculpir o corpo, a região coberta fica dura e imóvel, o que dá origem ao nome lipoescultura gessada. Após realização do procedimento, é possível ir embora e realizar as atividades do dia-a-dia sem restrições, dores ou complicações.

    Os produtos utilizados são cremes com princípios ativos, que aceleraram o processo de queima de calorias como éster metil, argila verde, algas marinhas, centelha asiática e cafeína, por exemplo, que devem permanecer em contato com a pele por cerca de 1 hora.

    Como melhorar os resultados

    Para obter bons resultados são aconselhadas 2 sessões de lipoescultura gessada por semana, de aproximadamente 40 minutos, associada a uma dieta hipocalórica e prática de exercícios físicos regulares, sendo que o número de sessões mínimas são 10.

    Além disso, esta técnica pode ser associada a outros tratamentos de beleza como Manthus, ultra sons, lipocavitação, carboxiterapia e drenagem linfática, por exemplo, para ter um resultado mais rápido e duradouro.

    Entretanto, para haver um emagrecimento considerável, é recomendada a realização de dieta para perda de peso, associada a prática de exercícios físicos regulares.

    Quem não deve fazer o tratamento

    Esta técnica está contraindicada para grávidas, mulheres em amamentação, em caso de doenças cardíacas e problemas de pele na área a ser tratada, principalmente alergias ou ferimentos.