• ter. out 19th, 2021

Com Saber e Saúde

Dicas de Saude – dietas – regimes – alimentaçao

Hérnia: o que é, tipos, sintomas e tratamento

Byadmin

ago 28, 2021
Hérnia: o que é, tipos, sintomas e tratamento

Hérnia é um termo médico utilizado para descrever quando um órgão interno se desloca e acaba ficando saliente por baixo da pele, devido a uma fragilidade, o que pode acontecer em qualquer parte do corpo, como umbigo, abdômen, coxa, virilha ou coluna, por exemplo. 

Um dos tipos mais comuns de hérnia é a hérnia inguinal, em que um pedaço do intestino consegue se deslocar por entre a parede abdominal e ficar visível, como uma pequena saliência ou inchaço, debaixo da pele na região íntima. 

Quando uma hérnia aparece, ela precisa ser tratada e o mais comum é realizar uma cirurgia, com anestesia epidural.

Principais tipos de hérnia

Os tipos de hérnia variam de acordo com a causa e o local do corpo em que aparecem.

As hérnias mais frequentes são:

1. Hérnia inguinal

A hérnia inguinal é uma saliência que aparece na virilha e ocorre quando se tem uma abertura nos músculos abdominais fazendo com que uma parte do intestino ou de outro órgão do abdômen consiga sair por essa abertura. 

Este tipo de hérnia geralmente não causa dor, mas pode ser observado como um pequeno inchaço na região, que pode estar sempre presente ou aparecer quando se faz esforços. A hérnia inguinal pode acontecer em homens e mulheres, mas nos homens a hérnia pode afetar também o escroto, causando dor ou dificuldade para andar, por exemplo.

2. Hérnia de disco

A hérnia de disco afeta a coluna e ocorre nos discos intervertebrais, que funcionam como amortecedores entre as vértebras da coluna, sendo mais comum em idosos por um processo natural de envelhecimento ou por obesidade, carregar peso em excesso ou por enfraquecimento dos músculos do abdômen e das costas que dão suporte à coluna.

Os sintomas da hérnia de disco geralmente aparecem quando a hérnia se localiza na região lombar e incluem dor, formigamento ou dormência das pernas, pela compressão dos nervos que ficam próximos da vértebra. 

3. Hérnia de hiato

A hérnia de hiato, também chamada de hérnia diafragmática, acontece quando uma parte do estômago consegue passar pelo hiato, que é um orifício presente no músculo diafragma responsável por separar o tórax do abdômen. 

Quando acontece a hérnia, uma parte do estômago acaba por subir pelo hiato e fica localizada no tórax, gerando sintomas semelhantes aos do refluxo, como sensação de queimação no estômago, arrotos ou refluxo dos ácidos do estômago que podem provocar tosse e enjoo.

Hérnia: o que é, tipos, sintomas e tratamento

4. Hérnia umbilical

A hérnia umbilical é a passagem de uma parte do intestino através dos músculos do abdômen, o que normalmente provoca um estufamento na região do umbigo. Esse tipo de hérnia é mais comum em bebês ou crianças e geralmente não precisa de tratamento específico. 

5. Hérnia femoral

A hérnia femoral acontece quando uma parte do intestino consegue passar através dos músculos do abdômen, na região do canal femoral, e causa uma saliência na coxa ou na virilha. 

Além disso, a hérnia femoral pode causar sintomas de dor abdominal, náusea, vômitos ou cólicas intestinais, por exemplo.

6. Hérnia muscular

A hérnia muscular pode surgir em qualquer músculo do corpo, mas são mais comuns nas pernas, na região entre os joelhos e o tornozelo. Este tipo de hérnia é mais comum em adolescentes e jovens que praticam atividades físicas intensas.

Hérnia: o que é, tipos, sintomas e tratamento

7. Hérnia incisional

A hérnia incisional pode acontecer na cicatriz de uma cirurgia abdominal, meses ou anos após a cirurgia, e geralmente não causa sintoma, apenas um pequeno inchaço ou nódulo na cicatriz. No entanto, com o passar do tempo a hérnia incisional pode aumentar, causando dor no local. Nestes casos, pode ser indicada cirurgia.  

Causas da hérnia

A hérnia pode ter diversas causas, mas as mais comuns são: 

  • Levantamento de pesos na academia ou no trabalho;
  • Carregar bolsas muito pesadas frequentemente;
  • Tosse excessiva;
  • Esforço extremo;
  • Fazer muita força para defecar;
  • Ter várias gravidezes num curto espaço de tempo.

As hérnias podem surgir em qualquer idade, mas são mais frequente nos adultos. Nas crianças a hérnia mais comum é a hérnia umbilical, que surge por volta dos 6 meses de idade e geralmente some sozinha por volta dos 4 anos. 

Sintomas da hérnia

Alguns dos sintomas que podem indicar a presença de uma hérnia podem incluir: 

  • Saliência na pele, em qualquer região do corpo;
  • Inchaço no local da saliência;
  • Dor na região, especialmente depois de realizar esforços;
  • Dor na região ao evacuar ou tossir.

Em alguns casos o diagnóstico da hérnia pode ser feito com base nos sintomas e através da palpação local de forma a identificar se existe alguma protuberância ou saliência sob a pele. No entanto, para confirmar o diagnóstico o médico pode pedir a realização de uma ultrassonografia.

Se a região da hérnia inchar, mudar de cor ou se a dor for muito forte, é recomendado ir para o hospital imediatamente.

Principais tratamentos para a hérnia

Os tratamentos para hérnia dependem do tipo de hérnia e incluem:

1. Cirurgia

A cirurgia para hérnia é o melhor tratamento disponível, e consiste em reposicionar o órgão no seu devido lugar, colocando se necessário uma tela de proteção para evitar que a hérnia volte. 

A cirurgia pode ser feita nos casos de:

  • Hérnia umbilical em adultos;
  • Hérnia inguinal;
  • Hérnia femoral;
  • Hernia muscular;
  • Hérnia incisional;
  • Hérnia de disco que não melhora com fisioterapia.

Para a hérnia de hiato pode ser feita cirurgia exclusivamente por laparoscopia no casos mais graves e que não melhoram com o uso de medicamentos.  

O ideal é fazer a cirurgia logo que a hérnia é diagnosticada para evitar complicações como o estrangulamento do órgão que acontece quando a hérnia não volta para o lugar e prende a circulação sanguínea no local.

2. Medicamentos 

Os medicamentos para hérnia, principalmente hérnia de disco, podem incluir analgésicos para dor como paracetamol ou dipirona ou opióides prescritos pelo médico em casos de dores fortes.

Nos casos de hérnia de hiato, pode-se utilizar omeprazol ou esomeprazol, por exemplo, para reduzir os sintomas de queimação no estômago e refluxo gastroesofágico.

3. Observação

A observação é indicada nos casos de hérnia umbilical em crianças e bebês pois geralmente não necessitam de tratamento específico podendo ser somente feito o acompanhamento médico.

Além disso, o tratamento da hérnia muscular é repouso ou uso de meias de compressão indicadas pelo médico, sendo a cirurgia indicada somente e nos casos de dor intensa