• ter. out 19th, 2021

Com Saber e Saúde

Dicas de Saude – dietas – regimes – alimentaçao

Anosmia: o que é, tipos, causas e tratamento

Byadmin

ago 28, 2021
Anosmia: o que é, tipos, causas e tratamento

“Anosmia” é uma expressão médica utilizada para descrever a perda total ou parcial do olfato. Essa perda pode estar relacionada com situações temporárias, como acontece durante uma gripe ou resfriado, mas também pode aparecer por alterações mais graves ou permanentes, como exposição a radiação ou desenvolvimento de tumores, por exemplo.

Como o olfato está diretamente relacionado com o paladar, a pessoa que sofre com a anosmia normalmente também não consegue diferenciar os sabores, apesar de ainda ter a percepção do que é doce, salgado, amargo ou azedo.

A perda do olfato pode ser classificada em:

  • Anosmia parcial: é considerada a forma mais comum de anosmia e normalmente está relacionada a gripes, resfriados ou alergias;
  • Anosmia permanente: acontece principalmente devido a acidentes que provocam lesões definitivas do nervos olfativos ou devido a infecções graves que acometem o nariz, não possuindo cura.

O diagnóstico da anosmia é feito pelo clínico geral ou pelo otorrinolaringologista por meio de exames de imagem, como a endoscopia nasal, por exemplo, para que seja identificada a causa e, assim, possa ser indicado o melhor tratamento.

Anosmia: o que é, tipos, causas e tratamento

Principais causas

Na maior parte dos casos, a anosmia é provocada por situações que promovem a irritação da mucosa do nariz, o que faz com que os cheiros não consigam passar e ser interpretados. As causas mais comuns incluem:

  • Rinite alérgica e não-alérgica;
  • Sinusite;
  • Gripe ou resfriado;
  • Exposição e inalação de fumaça;
  • Trauma cranioencefálico;
  • Uso de alguns tipos de medicações ou exposição a produtos químicos.

Além disso, existem outras situações menos frequentes que também podem resultar em anosmia por obstrução do nariz, como pólipos nasais, deformidades do nariz ou o desenvolvimento de tumores. Algumas doenças que afetam os nervos ou o cérebro também podem causar alteração no olfato, como é o caso da doença de Alzheimer, esclerose múltipla, epilepsia ou tumores cerebrais.

Dessa forma, sempre que a perda de olfato surge sem razão aparente é muito importante consultar um otorrinolaringologista, para entender qual pode ser a possível causa e iniciar o tratamento mais adequado.

A infecção COVID-19 pode causar anosmia?

A perda de olfato é um dos sintomas mais comuns da infecção por COVID-19, que normalmente é acompanhada também da perda de paladar, conhecida como ageusia. Assim, é importante ficar atento a outros sintomas que possam indicar uma infecção por COVID-19, como tosse persistente, febre, cansaço excessivo e dor de cabeça. Confira os 9 primeiros sintomas sintomas de COVID-19 e saiba o que fazer.

Normalmente, a perda de olfato se mantém mesmo depois que a infecção já terminou e a pessoa é considerada “curada”, mas regressa após algumas semanas ou meses.

Como é confirmado o diagnóstico

O diagnóstico normalmente é feito por um clínico geral ou otorrinolaringologista e é iniciado com a avaliação dos sintomas e do histórico clínico da pessoa, para entender se existe alguma condição que possa estar causando a irritação da mucosa nasal.

Dependendo dessa avaliação, o médico pode ainda pedir alguns exames suplementares, como endoscopia nasal ou ressonância magnética, por exemplo.

Como é feito o tratamento

O tratamento da anosmia varia bastante de acordo com a causa que está na origem. Nos casos mais comuns, da anosmia causada por resfriados, gripes ou alergias, geralmente é recomendado repouso, hidratação e o uso de anti-histamínicos, descongestionantes nasais ou corticoides, para diminuir os sintomas. Já no caso da COVID-19, além desses cuidados, é recomendada a quarentena, para evitar transmitir a doença. Veja mais sobre o tratamento da COVID-19.

Quando é identificada uma infecção bacteriana nas vias respiratórias, o médico também pode receitar o uso de um antibiótico.

Nas situações mais graves, em que pode existir algum tipo de obstrução do nariz ou quando a anosmia está sendo causada por alterações nos nervos ou no cérebro, o médico poderá encaminhar a pessoa para outra especialidade, como neurologia, a fim de tratar a causa da forma mais adequada.