• dom. set 19th, 2021

Com Saber e Saúde

Dicas de Saude – dietas – regimes – alimentaçao

Dieta para ácido úrico alto: o que comer e o que evitar

Byadmin

ago 25, 2021
Dieta para ácido úrico alto: o que comer e o que evitar

A dieta para ácido úrico tem como principal objetivo diminuir a ingestão de purinas, um tipo de proteína que, quando em excesso, aumenta a produção de ácido úrico e que está presente principalmente nas carnes de boi e porco, assim como nas vísceras como fígado e moela, além de também estar presente em alguns peixes, como atum ou sardinha, e frutos do mar, como camarão e mexilhões. 

É ainda recomendado diminuir o consumo de carboidratos simples, como pães, doces, refrigerantes ou sucos de fruta, pois facilitam o aumento de peso que é uma das principais causas de ácido úrico elevado. Entenda melhor o que é ácido úrico alto, suas causas e sintomas.

Por outro lado, é importante aumentar o consumo de vegetais e frutas, pois as fibras e as vitaminas, principalmente a vitamina C, ajudam a regular o ácido úrico no sangue, assim como é recomendado aumentar a ingestão de água, por eliminar o excesso de ácido úrico pela urina. Veja alguns remédios caseiros para baixar o ácido úrico.

Dieta para ácido úrico alto: o que comer e o que evitar

Alimentos permitidos, moderados e a evitar

Os alimentos que devem ser evitados são principalmente os carboidratos simples, como pães, açúcar e farinhas, as carnes vermelhas, as vísceras e os frutos do mar.

Por outro lado, é importante aumentar a ingestão de frutas, vegetais, gorduras boas e grãos integrais, como mostrados na tabela a seguir:

Permitidos

Consumo moderado

Evitar

Frutas in natura e com casca

Ervilha, feijão, soja, milho, lentilha, grão-de-bico

Molhos industrializados, caldos de carne, extrato de carne

Verduras e legumes

Aspargos, couve-flor, espinafre

Carnes processadas como salsicha, linguiça, presunto, mortadela

Leite desnatado, iogurte desnatado e queijos magros como cottage e ricota

Cogumelos

Vísceras como fígado, rins e moela

Café e chás

Cereais integrais, como pão integral, arroz integral, farelo de trigo, aveia

Pão, arroz, macarrão e farinha de trigo brancos

Azeite, castanhas, nozes, amendoim, amêndoas

Aves, como frango e peru, peixes como sardinha, atum, anchovas e ovos

Açúcar, doces, sorvetes refrigerantes e sucos industrializados

Carne vermelha, como boi e porco

Bebidas alcoólicas, especialmente a cerveja

Sucos de fruta naturais

Frutos do mar como caranguejo, camarão, mexilhões, ovas e caviar

Os alimentos que devem ser consumidos com moderação, como o frango, a carne vermelha e o ovo, podem ter que ser excluídos da alimentação temporariamente, quando o ácido úrico no sangue está muito alto ou quando acontece a crise de gota. Saiba o que é a gota, os sintomas e tratamento.

Apesar de se recomendar evitar o consumo de tomate, por estar associado com o aumento do ácido úrico, não existem estudos que confirmem essa relação. O tomate é um alimento saudável, rico em vitamina C e antioxidantes que ajudam a equilibrar o ácido úrico. Por isso, pessoas que não identifiquem uma ligação direta entre a ingestão do tomate e o surgimento ou piora das crises de gota, podem continuar consumindo o fruto.

Outro mito é pensar que as frutas cítricas acidificam o sangue, aumentando o ácido úrico. A acidez das frutas é neutralizada pelo ácido do estômago, que é mais forte que o ácido do alimento. Ao serem absorvidos pelo organismo, os ácidos das frutas cítricas não interferem na acidez do sangue e não pioram o ácido úrico.

Dieta para ácido úrico alto: o que comer e o que evitar

Dicas para diminuir o ácido úrico

Para ajudar a diminuir o ácido úrico, existem algumas dicas que podem ser seguidas todos os dias, como:

  • Beber de 1,5 a 2 litros de água por dia;
  • Aumentar o consumo de frutas e vegetais frescos;
  • Diminuir a ingestão de carne, frango e peixe;
  • Dar preferência para alimentos diuréticos como melancia, pepino ou salsão. Veja uma lista de alimentos diuréticos;
  • Evitar o consumo de alimentos ricos em purinas, como fígado, rins e moela;
  • Evitar a ingestão de bebidas alcoólicas;
  • Diminuir o consumo de produtos industrializados e com muito açúcar, como refrigerantes, bolachas, sorvetes ou comida pronta;
  • Aumentar o consumo de alimentos com vitamina C como laranja, abacaxi e acerola. Veja outros alimentos ricos em vitamina C;
  • Perder ou manter o peso adequado, pois a obesidade e o sobrepeso são umas das causas do ácido úrico alto no sangue;
  • Praticar atividade física regular, porque é fundamental para manter o peso e os níveis de ácido úrico adequados.

Para o tratamento do ácido úrico alto, é importante ter o acompanhamento de um nutricionista, priorizando uma dieta personalizada e de um profissional de educação física, para auxiliar na prática de exercícios.

Confira alguns alimentos que podem aumentar a gota e você nem imagina.

Cardápio para baixar o ácido úrico

A tabela a seguir mostra o exemplo de um cardápio de 3 dias para ajudar a controlar os níveis de ácido úrico no sangue:

Refeição

Dia 1

Dia 2

Dia 3

Café da Manhã

1 xícara de café sem açúcar + uma omelete com 2 ovos + 1 kiwi

1 iogurte natural desnatado com morangos picados + 1 fatia de pão integral com queijo ricota

1 xícara de café com leite desnatado + 2 ovos mexidos + 1 fatia pequena de mamão

Lanche da manhã

1 banana + 5 castanhas de caju

1 fatia de mamão + 1 colher de sopa de pasta de amendoim

1 copo de suco verde, feito com laranja e couve

Almoço/Jantar

Arroz integral com brócolis + filé de tilápia assada + 1 goiaba

Purê de batata doce + 1 posta de robalo ensopado  + salada de alface com rúcula e cenoura ralada crua e azeite + 1 copo de suco de caju

Macarrão integral com molho pesto + 1 filé de frango grelhado + 1  salada de repolho e cenoura refogados no azeite + 1 fatia de melão

Lanche da tarde

1 tapioca recheada com cottage +  3 nozes + 2 fatias pequenas de abacaxi 

1 xícara de café com leite desnatado + 1 fatia de pão integral + 1 ovo mexido

1 iogurte natural desnatado + 10 castanhas de caju + 1 fatia de melancia

Este modelo de cardápio é apenas um exemplo para incluir na dieta. Para o tratamento do ácido úrico alto, além do acompanhamento do reumatologista, é recomendado ter a orientação de um nutricionista, para um cardápio personalizado e equilibrado.

Assista ao vídeo a seguir e veja mais dicas para controlar o ácido úrico:

Imagem representativa do vídeo