• sáb. set 25th, 2021

Com Saber e Saúde

Dicas de Saude – dietas – regimes – alimentaçao

Formigamento nas pernas e pés: 11 causas e o que fazer

Byadmin

ago 24, 2021
Formigamento nas pernas e pés: 11 causas e o que fazer

A sensação de formigamento nas pernas e nos pés pode acontecer simplesmente por se posicionar mal o corpo ou pode ser sinal de doenças como hérnia de disco, diabetes ou esclerose múltipla, ou ainda acontecer devido a uma fratura num membro ou a uma mordida de um animal. 

É importante que o médico seja consultado caso o formigamento aconteça de forma frequente ou esteja associado a outros sintomas, como dor nas costas, fraqueza, diminuição ou ausência de sensibilidade em algum local e cãibras.

Dessa forma, a partir da avaliação dos sinais e sintomas apresentados é possível que sejam indicados exames com o objetivo de identificar a causa do formigamento e, assim, ser indicado o tratamento mais adequado, que pode envolver repouso, uso de remédios ou cirurgia, em alguns casos.

Formigamento nas pernas e pés: 11 causas e o que fazer

1. Mau posicionamento do corpo

Uma das causas mais comuns que provocam formigamento nas pernas e nos pés é ficar sentado, deitado ou parado na mesma posição durante muito tempo, como por exemplo ficar sentado em cima de uma perna, pois isso interfere na circulação sanguínea e provoca a compressão do nervo no local, resultando no formigamento.

O que fazer: O ideal é ir mudando de posição frequentemente e fazer alongamentos pelo menos uma vez ao dia, de forma a estimular a circulação ao longo do dia. Além disso, deve-se ir no caso de viagens longas, ou de pessoas que trabalham todo o dia sentadas, devem fazer algumas pausas para caminhar um pouco.

2. Hérnia de disco

A hérnia de disco consiste numa saliência do disco intervertebral que causa sintomas como dor nas costas e dormência na coluna, que pode irradiar até às pernas e dedos dos pés e causar formigamento.

O que fazer: É importante consultar o ortopedista para que seja indicado o tratamento mais adequado, que pode envolver o uso de analgésicos, relaxantes musculares ou anti-inflamatórios para aliviar a dor e inflamação, fisioterapia, e em casos mais graves pode ter que se recorrer à cirurgia. Veja mais sobre o tratamento para hérnia de disco.

3. Polineuropatia periférica

A polineuropatia periférica caracteriza-se por alterações nos nervos do corpo, fazendo com que a pessoa sinta muita dor, formigamento, falta de força ou ausência de sensibilidade em algumas regiões específicas do corpo.

O que fazer: O tratamento é feito de acordo com as necessidades de cada pessoa e com a doença que provoca a neuropatia, e consiste no alívio da dor com anestésicos e fisioterapia, que é uma ótima opção para reabilitar as áreas afetadas.

4. Ataques de pânico, ansiedade e estresse

Situações de estresse e ansiedade extremos podem provocar sintomas como formigamento das mãos, braços, língua e pernas, podendo ser acompanhados de outros sintomas como suores frios, palpitações cardíacas e dor no peito ou na barriga.

O que fazer: Nestes casos deve-se tentar manter a calma e regular a respiração de forma a melhorar a circulação sanguínea. Caso isso não seja possível, deve-se consultar um médico, porque pode ser necessário fazer um tratamento mais específico.

5. Esclerose múltipla

A esclerose múltipla é uma doença crônica que se caracteriza por uma inflamação, na qual são destruídas as camadas de mielina que recobrem e isolam ou neurônios, prejudicando assim a transmissão de mensagens que controlam os movimentos do organismo como falar ou andar, levando à invalidez. Além de provocar sensação de formigamento nos membros, nesta doença também se podem manifestar movimentos involuntários nos músculos e dificuldade para caminhar.

O que fazer: A esclerose múltipla não tem cura e o tratamento tem que ser feito para toda a vida, que consiste na toma de medicamentos para diminuir a progressão da doença, como Interferon, Fingolimode, Natalizumabe e Acetato de Glatirâmer, corticoides para reduzir a intensidade e o tempo de permanência das crises, e medicamentos para controle dos sintomas, como analgésicos, relaxantes musculares ou antidepressivos. Veja mais sobre o tratamento para a esclerose múltipla.

6. Beribéri

O Beribéri é uma doença causada pela deficiência em vitamina B1 que pode causar sintomas como cãibras musculares, visão dupla, confusão mental e formigamento nas mãos e nos pés.

O que fazer: O tratamento desta doença consiste na ingestão de suplementos com vitamina B1, eliminação do consumo de álcool e aumento do consumo de alimentos ricos nesta vitamina, como flocos de aveia, sementes de girassol ou arroz, por exemplo.

7. Fraturas 

Durante o tratamento de uma fratura, como o membro fica muito tempo imobilizado e como sofre uma ligeira compressão devido à colocação do gesso, pode-se sentir formigamento nesse local. O formigamento nas pernas é mais frequente quando a fratura acontece no quadril.

O que fazer: Uma coisa que pode ajudar a reduzir a sensação de formigamento é manter sempre que possível o membro ligeiramente elevado em relação ao corpo, no entanto, caso se sinta muito desconforto deve-se ir ao médico.

8. Diabetes 

A diabetes pode provocar má circulação, principalmente nas extremidades do corpo, como mãos e pés, sendo que o formigamento pode ser sinal do inicio de desenvolvimento de feridas ou úlceras nos pés ou nas mãos.

O que fazer: Nestes casos é muito importante controlar com frequência os níveis de glicose no sangue, ter cuidado com a alimentação e fazer caminhadas de pelo menos 30 minutos por dia, de forma a ajudar a melhorar a circulação sanguínea.

9. Síndrome de Guillain–Barré

A síndrome de Guillain–Barré é uma doença neurológica grave que se caracteriza pela inflamação dos nervos e fraqueza muscular, podendo levar a morte. Na maior parte dos casos é diagnosticada após uma infecção provocada por um vírus, como dengue ou zika, por exemplo. Um dos sintomas mais comum é o formigamento e perda de sensibilidade de pernas e braços. Veja mais sobre esta doença.

O que fazer: Normalmente o tratamento é feito no hospital, com um método que consiste na filtração do sangue, de forma a retirar os anticorpos que estão a atacar o sistema nervoso, ou injetando anticorpos que agem contra esses anticorpos que estão a atacar os nervos, reduzindo a sua inflamação. Veja mais sobre o tratamento.

10. Mordida de animais

A mordida de alguns animais como abelhas, cobras ou aranhas podem provocar formigamento no local, podendo ser acompanhado de outros sintomas como inchaço, febre ou queimação, por exemplo.

O que fazer: A primeira coisa a fazer é tentar identificar o animal que causou o ferimento, lavar bem o local e ir ao pronto socorro logo que possível.

11. Aterosclerose

A aterosclerose é caracterizada pelo acúmulo de placas de gordura no interior das artérias, que vai ocorrendo com o passar do tempo, podendo bloquear o fluxo sanguíneo e causar um infarto ou AVC. Maior parte dos sintomas só surgem quando ocorre o bloqueio do vaso, e podem ser dor no peito, dificuldades respiratórias, dor na perna, fadiga e formigamento e fraqueza muscular no local que está com má circulação.

O que fazer: Para aliviar os sintomas de aterosclerose e prevenir o desenvolvimento de outras doenças cardíacas, é importante ter atenção à alimentação, consumindo menos gorduras saturadas e açúcar, e praticar exercício físico regularmente. É também muito importante ir imediatamente ao médico mal surjam os primeiros sintomas.