11 alimentos anti-inflamatórios

11 alimentos anti inflamatórios
Spread the love

Alimentos anti-inflamatórios são ricos em vitaminas, mega-3, polifenóis, carotenoides ou flavonoides que atuam reduzindo a produção de substâncias no corpo que estimulam a inflamação como prostaglandinas e citocinas, e que estão relacionadas ao desenvolvimento de doenças cardiovasculares, diabetes, síndrome metabólica e até câncer, por exemplo.

Esses alimentos, como frutas vermelhas e cítricas, vegetais verde-escuros ou açafrão, além de reduzir a inflamação, ajudam a fortalecer o sistema imunológico, tornando o organismo mais resistente Por grades e resfriados.

Uma boa maneira de obter esses benefícios e combate as doenças inflamatórias, é ingerir esses alimentos diariamente, comer peixe de 3 5 vezes por semana, adicionar sementes a saladas e iogurtes, e comer frutas após as refeições ou lanches. O ideal é ter uma alimentação balanceada e acompanhada por um médico ou nutricionista para prevenir ou tratar doenças inflamatórias. Aprenda como fazer uma dieta anti-inflamatória.

Os principais alimentos anti-inflamatórios incluem:

1. Frutas vermelhas

As frutas vermelhas como morango, cereja, framboesa, cranberry, semente de romã, goiaba e melancia, são ricas em antocianinas que dão cor às frutas e têm atividade anti-inflamatória e antioxidante, ajudando a reduzir a produção de substâncias inflamatórias no corpo, a não ser para o aprimoramento do sistema imunológico e reduzir o risco de doenças cardiovasculares, por exemplo.

2. Citrus

frutas cítricas como laranja, acidificação, abacaxi, músculo e limão, são extremamente anti-inflamatórias com os ricos em B e C vitaminas e minerais como potássio, magnésio, fósforo e cobre, além de flavonoides e carotenoides que atuam reduzindo danos a células que podem causar inflamação e desenvolvimento de doenças cardiovasculares como pressão alta, ataque cardíaco ou acidente vascular cerebral, por exemplo.

Além disso, o efeito anti-inflamatório dessas frutas impulsiona o sistema imunológico, melhora a Função do sistema imune do cérebro e reduz o risco de doença. Inflamatórios neurodegenerativos como esclerose múltipla, artrite reumatoide, lúpus sistêmico eritematatosus, Alzheimer e Mal de Parkinson.

3. Azeite de oliva extra virgem

O azeite de oliva extra virgem é uma das gorduras mais saudáveis para o corpo com propriedades anti-inflamatórias que ajudam a reduzir o risco de doenças cardiovasculares ou cerebrais, principalmente devido à presença de polifenóis em sua composição, como o canal de petróleo, que funciona como uma proteção antioxidante e redução dos danos que causam inflamação nas células.

Portanto, o azeite extra virgem é usado muito na dieta mediterrânea que é nutritivo e ajuda a prevenir doenças cardiovasculares, diabetes e doenças neurodegenerativas.

Assista ao vídeo de Tatiana Zanin com uma proposta de menu de dieta mediterrânea:

Imagem representativa do vídeo Imagem representativa fazer vídeo

4. Peixes ricos em Omega-3

Peixinhos ricos em omega-3 como salmão, atum, sardinha, arenque e cavala têm forte ação anti-inflamatória, e podem ser muito úteis para ampliar o tratamento de doença inflamatória intestinal ou artrite reumatoide, por exemplo.

O mega-3 é uma espécie de bom teor de gordura nestes peixes que são convertidos em substâncias anti-inflamatórias do corpo, como as plantas protetoras e anti-inflamatórias, além de reduzir a produção de substâncias inflamatórias, como heisosanoid e citocinas, ajudando a Prevenção de danos celulares que podem levar ao desenvolvimento de diabetes,

de peixes, outras boas fontes de ômega 3 são sementes de linhaça, chia e sésamo.

5. Vegetais verde-escuros

vegetais escuros como brócolis, brotos, espinafres, espinafres e brotos são ricos em vitaminas A e C e sulfonados que são anti-inflamatórios e antioxidantes, reduzindo a inflamação e o estresse oxidativo das células que podem aumentar o risco de doenças cardiovasculares ou câncer.

6. Abacate

Avocado possui muitos nutrientes anti-inflamatórios, como carotenoides, tocoferóis, temega-3, vitaminas A, C e E, que reduzem a produção de substâncias inflamatórias no corpo, que estão relacionadas ao desenvolvimento de câncer, diabetes, ou doença cardiovascular.

Além disso, os abacates são ricos beta-sitosterol, um poderoso anti-inflamatório que ajuda a reduzir os níveis de colesterol ruim e triglicérides, a controlar os níveis de açúcar no sangue e a fortalecer o sistema imunológico. Confira os outros benefícios avocado.

11 alimentos anti inflamatórios

7. Chá verde

O chá verde, chamado cientificamente Camellia sinensis, tem polifenóis em sua composição, principalmente epigallocatequina que tem forte ação anti-inflamatória, que age inibindo a inflamação, reduzindo a produção de citocinas inflamatórias e danos a células relacionadas ao desenvolvimento de doenças inflamatórias, como obesidade, aterosclerose, colite ou Alzheimer, por exemplo.

8. Pimenta e pimentas

Pimenta e pimentas são ricas em vitamina C, quercetina, capsaicina, capsaicina, sináptica e ferretos, com atividade antioxidante e forte ação anti-inflamatória, o que reduz a inflamação em células que podem causar doenças inflamatórias como diabetes ou sarcoidose e doenças neurodegenerativas, como Alzheimer, por exemplo.

9. Açafrão

O açafrão tem turmerico em sua formulação com forte ação anti-inflamatória que ajuda a reduzir o crescimento de doenças como artrite, diabetes, obesidade ou síndrome metabólica causadas por lesões inflamatórias nas células.

11 anti-inflamatório foodsrc =

10. Chocolate amargo

O chocolate amargo é rico em flavonoides, catequinas e epicatequinas que possuem ação anti-inflamatória, mantendo os vasos sanguíneos saudáveis e reduzindo o risco de doenças cardiovasculares como ataque cardíaco ou acidente vascular cerebral.

Para obter o benefício anti-inflamatório de chocolate amargo, o ideal é que tenha pelo menos 70% de cacau em sua composição.

11. Tomate

O tomate é rico em vitamina C, potássio e licopeno, que são antioxidantes com propriedades anti-inflamatórias que atuam reduzindo a produção de citocinas e prostaglandinas que causam inflamação e associadas a vários tipos de câncer, como fígado, pulmões, próstata, mama e intestino grosso, por exemplo.

Uma boa maneira de aumentar a absorção de licópeno e melhorar o efeito anti-inflamatório do tomate, é cozinhá-lo com um pouco de azeite extra virgem.

Author: admin